Tamanho do texto

Se tivesse de tomar conta de uma tartaruga, certamente o presidente do Peixe deixaria o animal fugir. A crônica de hoje é sobre a gestão santista

Amigos, há um novo Arnaldo Tirone no futebol brasileiro. Colocaram José Carlos Peres para tomar conta de uma tartaruga. E a tartaruga fugiu. Primeiro, caminhou lentamente por 58 quilômetros. Chegou até Guararema, no interior de São Paulo. Se apresentou em um circo por lá. Ficou de ponta cabeça, deu quinhentas e duas piruetas e se vestiu de palhaça. Todos riram horrores. Depois, decidiu entrar em um cano gigante. Pulou de cabeça e foi parar no Rio de Janeiro.

Gabigol marcou três vezes no Rio de Janeiro
Reprodução
Gabigol marcou três vezes no Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, ela aprendeu o sotaque carioca. Tomou águaxxx de coco e um sol para bronzearrrr. Ficou mais verde do que nunca e, com óculos de sol, foi confundida com a tartaruga ninja. Aí a coisa ficou séria. Começou a guerrear pela paz no mundo, mas logo se arrependeu. A tartarugaoubou uma caminhonete tamanho família. E pior: conseguiu sair da baliza. Por um virgula zero zero zero zero um milímetro. Deu quatro cavalos de pau. Cantou pneu.

Leia também: Com Diego Souza expuslo, São Paulo empata com o Fluminense

Descabelado procurando pela tartaruga fugitiva, José Carlos Peres insistiu na busca. A tartaruga – sem acelerar o passo – capotou a caminhonete na estrada de Manaus. O carro revirou e ficou de ponta cabeça. A polícia entrou em ação e perseguiu o bicho. De repente, o Brasil estava contra a famosa tartaruga. Ou Mimosa , o nome dela.

Leia também: Arena Corinthians é assaltada durante a madrugada

Mas estava com fome. Bateu uma feijoada na estrada e continuou andando. Alugou uma BMW e foi em direção ao Uruguai. Encontrou a paz e fez muitos amigos por lá: de presidente a vereador. Rodou, rodou e rodou toda América fazendo contrabando. Foi candidata nas eleições municipais de São Thomé das Letras. Não teve muitos votos e nem foi encontrada por Peres, apesar da grande campanha, com fotos em postes e santinhos espalhados pela cidade. Saiu até na televisão. Desistiu da política, no entanto. Colocou na cabeça que gostaria de conhecer a Austrália. A pé, claro.

Leia também: O presente que eu gostaria de dar ao Palmeiras

A tartaruga sequestrou duas pombas pelo caminho. Caiu em uma emboscada com nove ou dez viaturas. Abriu o vidro do carro e disse para a polícia, exigindo recompensa. “Quero o Santos de volta. Quero meu Santos de volta”. A polícia nada pôde fazer. E Peres, perdido, não ouviu e nem ficou sabendo da história. Parece que as pombas estão encrencadas. E o Peixe também.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.