Tamanho do texto

Incidente com rede de televisão da Suíça foi relatado para a Fifa. País será sede da Copa do Mundo de 2022

selo

Uma rede de televisão suíça revelou que dois jornalistas foram detidos no Catar quando realizavam uma matéria sobre o futebol no país, que foi escolhido para sediar a Copa do Mundo de 2022. O incidente foi relatado para a Fifa. A RTS disse que o incidente foi uma "violação grave da liberdade de imprensa".

A RTS explicou que o repórter Christophe Cerf e o cinegrafista Yvan Thorimbert foram parados no dia 1º de abril, algemados e interrogados em delegacias em Mesaieed e Wakra. A rede explicou que um juiz em Doha multou os jornalistas, confiscou as câmeras e os deteve no hotel.

O embaixador da Suíça no Kuwait interveio e recuperou as câmeras depois de 13 dias e conseguiu a liberação dos profissionais. A RTS disse que seus jornalistas tinham garantias prévias de diplomatas do Catar em Genebra de que poderia filmar livremente no país.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.