Tamanho do texto

Atletas infectados sofreram desconfortos estomacais. Causas do início do surto são desconhecidas

No último dia 3 de dezembro, o Orlando Magic superou as ausências de Dwight Howard e Jameer Nelson para bater o Detroit Pistons por 104 a 91. Os reservas J.J. Redick e Mickael Pietrus (que hoje defende o Phoenix Suns) também não jogaram. Tudo por conta de um “norovirus” – que provoca desconfortos estomacais.

De acordo com autoridades do departamento de saúde dos EUA, o vírus não infectou apenas os quatro atletas do Orlando. Outros 17 jogadores, de 12 times diferentes, também foram afetados. No entanto, os nomes dos demais envolvidos, bem como os de suas respectivas equipes, não foram revelados.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças norte-americano começou a investigar o caso após a notícia envolvendo os jogadores do Magic no início de dezembro. Os pesquisadores não conseguiram chegar à conclusão de como o surto começou, mas acreditam que o vírus se espalhou de jogador para jogador.

O “norovirus” causa diarreia, vômitos e dores estomacais. Sua forma de contagio se dá pelo contato com comida ou com água contaminados. A recomendação do Centro de Controle e Prevenção de Doenças é que os jogadores infectados em oportunidades futuras sejam afastados de qualquer atividade das suas respectivas equipes.

    Leia tudo sobre: NBA
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.