Tamanho do texto

Problema aconteceu na segunda. Durante um pedido de tempo, Jonh Kuester esbravejou com jogador, que respondeu

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860381107&_c_=MiGComponente_C

O ala Tayshaun Prince, do Detroit Pistons, teve uma áspera troca de insultos com o técnico John Kuester na derrota de sua equipe para o Golden State Warriors pelo placar de 101 a 97.

Tudo começou quando Prince ignorou uma ordem tática do treinador no segundo quarto do jogo. Insatisfeito, Kuester teria pedido tempo e esbravejado com o atleta, que se irritou e respondeu no mesmo tom.

Getty Images
Prince vê o jogo do banco de reservas. Ala está insatisfeito com fase do Pistons

Eu espero que esse tipo de coisa não ocorra novamente, disse Prince após a partida. Só é difícil dizer que não vai acontecer nunca mais porque eu sou do tipo de cara que não consegue ficar calado quando vê alguma coisa errada, completou.

É algo que acontece no basquete. Vocês podem me chamar de bad boy, mas já tive minhas trocas de farpas com o Flip (Saunders) e com o Larry (Brown) e eles também eram meus treinadores. Faz parte do jogo. Talvez eu tenha agido da maneira errada, admitiu. Coisas estranhas acontecem quando você está perto dos 30 anos, brincou.

Na temporada, Tayshaun Prince vem com médias de 13,2 pontos e 3,8 rebotes em pouco mais de 33 minutos por noite. Seu Detroit Pistons tem campanha de quatro vitórias e sete derrotas e ocupa hoje o décimo lugar na Conferência Leste.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.