Tamanho do texto

Pivô aprova desempenho do time até o momento, mas afirma que a equipe terá mais jogos definidos no fim no decorrer da competição

A seleção brasileira venceu pela primeira vez no Mundial Sub19 nesta sexta-feira. A vitória sobre a Polônia por 79 a 70 só foi confirmada nos minutos finais. O pivô Lucas Bebê acredita que a equipe terá que se acostumar com partidas definidas apenas no desfecho para a sequência da competição.

“Os jogos que fizemos neste Mundial foram assim, e nós sabemos que todas as partidas serão difíceis”, afirmou Lucas. “Ontem, nós perdemos no final com um arremesso de quase do meio da quadra. Isso nos deixou um pouco nervosos”.

Lucas referiu-se à derrota sofrida pelo Brasil na estreia diante da Rússia, quando o ala Sergey Karasev acertou um chute no estouro do cronômetro e definiu a vitória em favor dos europeus.

Ao contrário do que aconteceu contra a Rússia, Lucas iniciou o jogo diante da Polônia no banco de reservas. “O treinador me falou que eu jogo com mais velocidade do que com força”, explicou o pivô. “Hoje, ele queria iniciar com alguém que jogue de maneira mais física e deixar no restante da partida alguém mais veloz e dinâmico”.

As cinco faltas cometidas limitaram o tempo de quadra de Lucas em apenas 22 minutos. O pivô anotou quatro pontos, pegou seis rebotes e deu três tocos.

O próximo compromisso do Brasil, o último da primeira fase, será neste sábado contra a Tunísia.

Quando questionado após o jogo sobre os aspectos que a seleção precisa corrigir para a partida contra os africanos, Lucas respondeu: “O time não precisa, necessariamente, melhorar porque jogamos da mesma maneira ou até melhor do que contra a Rússia. Nós perdemos apenas por causa daquele último arremesso”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.