Tamanho do texto

Ala do Miami Heat enfrentou maus bocados na temporada por causa da mudança de time e vaias em muitas arenas da NBA

LeBron James ficou feliz da vida ao saber que sua camisa foi a mais vendida durante a temporada regular que acabou de se findar. LBJ, como o jogador é chamado, enfrentou muitas vaias neste campeonato em algumas arenas da NBA por conta da mudança de time no verão passado nos EUA. Viu sua popularidade cair.

Mas o resultado das vendas mostra que não foi bem isso o que ocorreu na verdade.

“Isto só mostra que eu tenho ainda um monte de fãs”, disse LeBron, que liderou a lista das regatas mais vendidas apenas uma vez: 2004, ano em que foi recrutado pelo Cleveland Cavaliers. “Eu não sou perfeito. Cometo meus erros. Mas sempre tendo seguir em frente. Como jogador de basquete e modelo (para as pessoas) eu tento fazer a coisa certa”.

LeBron foi duramente criticado por muitos ao tomar a decisão de mudar de time. Alguns torcedores do Cleveland queimaram sua camisa. O dono da franquia, Dan Gilbert, o chamou de covarde e “pipoqueiro”, pois, segundo ele, LBJ “desapareceu” na série passada diante do Boston, quando o Cavs foi eliminado.

Alguns ex-jogadores, como Michael Jordan e Charles Barkley, também criticaram LeBron. “Eu jamais convidaria Magic (Johnson) ou Larry (Bird) para jogar comigo; meu objetivo era derrotá-los”, disse Jordan sobre a opção de LBJ unir a Dwyane Wade e Chris Bosh, em Miami, para tentar conquistar um título.

Por conta disso tudo, LeBron foi vaiado em algumas arenas da NBA nesta temporada, especialmente em seu retorno a Cleveland. Isso o perturbou em algumas ocasiões.

O fato de ser o líder na venda de camisas nesta temporada dá-lhe esperanças de que as vaias podem desaparecer rapidamente. E dá-lhe também combustível para esses playoffs.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.