Dallas ganha em Miami e conquista título da NBA pela primeira vez

Depois de primeira metade equilibrada, time texano assume controle do jogo nos dois últimos quartos e é o campeão da temporada

iG São Paulo | 12/06/2011 23:49

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

O Dallas Mavericks é o campeão da temporada 2010/11 da NBA. Neste domingo, a equipe do Texas enfrentou o Miaim Heat fora de casa no sexto jogo das finais e levou a melhor. Depois de uma primeira metade em que ambos os times alternaram altos e baixos, os visitantes foram dominantes nos dois últimos quartos e venceram pelo placar de 105 a 95, conquistando o primeiro titulo da sua história.

Apesar de ter acertado somente nove dos 27 arremessos que tentou, o ala-pivô Dirk Nowitzki apareceu novamente de maneira decisiva nos momentos derradeiros. O alemão anotou dez dos seus 21 pontos no último quarto. Além disso, atingiu o “double-double” ao apanhar 11 rebotes. E pelo ótimo desempenho ao longo de toda a série, foi eleito o MVP das finais.

O principal destaque do Dallas no jogo deste domingo, no entanto, foi Jason Terry. O ala-armador saiu do banco e demonstrou pontaria calibrada: converteu 11 chutes em 16 tentados e foi o cestinha do confronto com 27 pontos. O armador Jose Juan Barea colaborou com 15 pontos. Quem também apareceu bem pelo time visitante foi o ala Shawn Marion, que somou 12 pontos e oito rebotes.

Pelos lados do Miami, o melhor jogador foi LeBron James. O ala teve rendimento bem superior ao demonstrado nos últimos jogos da série e contabilizou 21 pontos, seis assistências e quatro rebotes.

O ala-armador Dwyane Wade apareceu com 17 pontos, oito rebotes e seis assistências. Já a outra estrela da equipe, o ala-pivô Chris Bosh, teve 19 pontos e oito rebotes. A surpresa ficou por conta do armador Mario Chalmers, que foi promovido ao quinteto inicial e correspondeu com 18 pontos e sete assistências.

O jogo

Bastante disposto a sobreviver no campeonato, o Miami começou melhor. Comandado pelos nove pontos de um inspirado LeBron, a equipe local assumiu o controle das ações e abriu 20 a 11 com pouco menos de seis minutos jogados.

Além de estar em desvantagem, o Dallas viu Nowitzki e Tyson Chandler rapidamente acumularem duas faltas cada um e irem para o banco de reservas. Apesar de não poder contar com a dupla titular de garrafão, os visitantes se recuperaram e encaixaram uma recuperação impressionante. As bolas certeiras de Terry ajudaram o time não só a restabelecer o equilíbrio como também a terminar o primeiro quarto à frente por 32 a 27.

Foto: Getty Images

Dirk Nowitzki comemora cesta no fim. Alemão anotou dez dos seus 21 pontos no último quarto

Terry não era o único reserva com quem o Mavericks contava. DeShawn Stevenson também entrou bem no jogo e acertou três chutes de longa distância. Após o último deles, quando restavam cerca de nove minutos para o intervalo, o placar indicava 12 pontos de superioridade da equipe do Texas: 40 a 28.

Uma nova reviravolta ocorreu no jogo em seguida. Justo no momento em que os visitantes disparavam, o Miami ressurgiu e voltou a equilibrar. Foram simplesmente 14 pontos consecutivos anotados pela equipe da casa, que conseguiu passar à frente com o tiro de três do armador Eddie House.

Depois dos altos e baixos, os times mantiveram a proximidade no marcador pelo decorrer da primeira metade. O Dallas levou a melhor e conseguiu chegar aos vestiários vencendo por 53 a 51.

A alternância no placar não permaneceu por muito tempo no retorno do intervalo. Os texanos assumiram a liderança no marcador de forma definitiva logo nos primeiros minutos da segunda metade. O Miami até continuou na cola do rival, mas não teve mais forças para voltar a ficar em vantagem.

Foto: Getty Images Ampliar

Dirk Nowitzki levanta o troféu de MVP das finais

A cesta do pivô reserva Ian Mahinmi no último segundo do terceiro quarto deixou o Mavericks à frente por 81 a 72. Os nove pontos de distância permitiram que a equipe entrasse no período derradeiro com maior tranquilidade.

O nervosismo do Miami ficou evidente nos 12 minutos finais. Sempre que o time conseguia baixar a desvantagem e se aproximar de maneira um pouco mais ameaçadora, a resposta do adversário vinha de maneira imediata, fazendo com que o placar voltasse a ficar dilatado. A defesa não conseguia conter as investidas do ataque do Dallas.

O jogo chegou ao minuto final com a situação já definida. A maior parte dos torcedores do Heat deixaram o ginásio antes de a sirene soar pela última vez. Com a partida sob domínio, o Mavericks venceu por uma diferença de dois dígitos e comemorou o título inédito em sua história, vingando-se do revés de 2006.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo