Chicago atropela Atlanta e conquista vaga na final do Leste

Bulls mantém a liderança o jogo todo e chega à decisão da conferência pela primeira vez desde os tempos de Michael Jordan

iG São Paulo | 12/05/2011 23:51

Compartilhar:

Pela primeira vez desde os tempos de Michael Jordan e Scottie Pippen, o Chicago Bulls está classificado para a final da Conferência Leste. A vaga foi conquistada nesta quinta-feira com uma vitória tranquila sobre o Atlanta Hawks por 93 a 73. Com o resultado, o time de Illinois encerra a série em seis jogos e vai enfrentar na próxima fase o Miami Heat, que eliminou o Boston Celtics.

O armador Derrick Rose fez um “double-double” ao somar 19 pontos e 12 assistências. Mas desta vez, o MVP da temporada não foi o grande nome do Chicago. Quem mais brilhou pela equipe no confronto foi o ala-pivô Carlos Boozer, com 23 pontos, dez rebotes e cinco assistências. O ala Luol Deng e o pivô Joakim Noah contribuíram com 13 e 11 pontos, respectivamente.

Do lado do Atlanta, destaque para os 19 pontos e quatro assistências do ala-armador Joe Johnson. Além dele, o único jogador do time local que atingiu o duplo dígito na pontuação foi o ala Josh Smith, que fez 18 pontos e ainda pegou cinco rebotes.

O ataque do Hawks teve um desempenho baixíssimo contra a defesa do Bulls. Dos 74 arremessos tentados, apenas 27 caíram, resultando num aproveitamento de 36,5%.

O jogo
Boozer fez duas cestas de um lado, Smith marcou duas do outro. Dessa maneira, o placar estava empatado em 4 a 4 com pouco menos de dois minutos jogados. O Chicago anotou sete pontos consecutivos a partir daí e começou a se distanciar.

Com aproveitamento de 63% nos arremessos e uma defesa dominante, os visitantes abriram vantagem de dois dígitos e encerraram o primeiro quarto ganhando por 27 a 17. Mesmo com os reservas em quadra no princípio do segundo período, o Bulls manteve o forte ritmo e elevou ainda mais a superioridade. Restando cerca de quatro minutos para o intervalo, Deng acertou um arremesso que deixou o time 17 pontos à frente (42 a 25).

O Atlanta subiu de produção na reta final da primeira metade, sobretudo ofensivamente, e reduziu a desvantagem. Com uma corrida de 12 a 4, foi para os vestiários perdendo por dez pontos (47 a 37). Mas a reação parou por aí.

Não era mesmo a noite do Hawks. A diferença entre os dois times manteve-se na casa do dígito duplo durante toda a segunda metade. Fruto da defesa forte implantada pelo Bulls, que obrigou o rival a fazer arremessos forçados e a desperdiçar posses de bola.

O Chicago não teve o triunfo ameaçado em momento algum. O domínio sobre o rival era tão grande que o treinador Tom Thibodeau pôde sacar seus principais jogadores nos minutos finais, deixando os reservas em quadra. Era só esperar para que a sirene soasse e a classificação histórica fosse concretizada.

O próximo desafio já tem data marcada. A série contra o Miami Heat terá início no domingo, em Chicago.

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo