Tamanho do texto

Vitória deixa o Brasil muito perto de fechar a primeira fase na liderança do Grupo B do Pré-Olímpico

selo

Numa partida de baixo nível técnico, a seleção brasileira feminina de basquete conquistou neste domingo uma importante vitória rumo à Olimpíada de Londres, no ano que vem. Em Neiva, na Colômbia, pela segunda rodada do Pré-Olímpico das Américas, as comandadas do técnico Ênio Vecchi bateram o Canadá por 56 a 39.

A vitória foi fundamental porque deixa o Brasil muito perto de fechar a primeira fase na liderança do Grupo B do Pré-Olímpico. O Canadá era o único adversário que poderia impor alguma dificuldade. Nas duas próximas rodadas, segunda e terça, contra Jamaica e México, as vitórias tendem a vir com facilidade, assim como foi no sábado, frente ao Paraguai.

"A confiança vai aumentando, mas não pode deixar cair. Não tem adversário bobo e todo mundo quer a mesma coisa que a gente", lembrou Damiris, falando ao Sportv .

Pelo regulamento da competição, avançam às semifinais as duas primeiras equipes de cada grupo. Na outra chave, Argentina e Cuba devem avançar. Apenas o campeão do Pré-Olímpico tem vaga garantida em Londres. Os demais semifinalistas se classificam para jogar o Pré-Olímpico Mundial, no ano que vem.

Sem a machucada Clarissa, o Brasil viu a substituta dela, a jovem Damiris, ser a melhor da partida, com duplo duplo de 13 pontos e 11 rebotes. "Estou impressionada, não esperava. Mas eu treinei para isso e a equipe está ajudando bastante por eu ser a mais nova", disse a pivô, melhor jogadora do último Campeonato Mundial Sub-19 e grande esperança do basquete brasileiro

Também estiveram bem Palmira e Chuca, que fizeram 10 pontos cada. Estrela da equipe, a pivô Érika não foi bem. Acertou apenas dois dos nove arremessos de quadra que tentou e terminou o jogo com cinco pontos.

Os seguidos erros das duas equipes fizeram que o primeiro quarto de jogo tivesse apenas 16 pontos, oito para cada lado. No quarto seguinte, o Brasil finalmente conseguiu abrir vantagem no placar, mas permitiu que o Canadá encostasse e fosse para o intervalo com apenas três pontos a menos: 23 a 20 para as brasileiras.

O terceiro quarto do Canadá foi tão fraco quanto os dois primeiros, mas o Brasil melhorou. Conseguiu a vitória por 23 a 9 neste quarto e abriu boa vantagem. No último quarto, porém, tudo voltou ao "normal". Nos cinco primeiros minutos, só o Canadá conseguiu pontuar, e apenas duas vezes. No fim, a equipe brasileira só administrou a vantagem construída, fazendo e levando 10 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.