Tamanho do texto

William Spooner, árbitro veterano da NBA, processou jornalista que pôs em xeque uma de suas marcações

O árbitro da NBA William Spooner processou a agência de notícias Associated Pess e seu jornalista Jon Krawczynski por uma fala do mesmo em seu Twitter. O jornalista teria colocado em xeque uma marcação do árbitro, afirmando ter sido um erro intencional.

Spooner entrou com o processo nesta segunda-feira, em Minneapolis. A partida entre Minnesota Timberwolves e Houston Rockets foi realizada no dia 24 de janeiro, em Minneapolis, e foi vencida pelos visitantes por 129 a 125. Krawczynski, que cobria o jogo, teria feito o “tweet” durante a partida.

No processo, Spooner conta que, no segundo quarto, o treinador do Wolves, Kurt Rambis, reclamou de uma marcação do árbitro, que por sua vez prometeu-lhe rever a jogada durante o intervalo. Rambis então perguntou como o árbitro faria para devolver os pontos, mas este se calou, como relata o processo.

Sentado à beira da quadra, Krawczynski pôs a seguinte fala em seu Twitter: “O árbitro Bill (apelido para o nome William) Spooner disse ao treinador Rambis que ele ‘o compensaria’, após uma marcação errada. Então ele fez uma marcação ainda pior para o Rockets. Isso é a arbitragem da NBA, amigos”.

O árbitro afirma que o comentário na rede social gerou uma investigação disciplinar da NBA e, também, que sua reputação profissional foi ferida. Spooner exige uma retratação de US$ 75 mil e a remoção do comentário do jornalista.

O advogado da AP, Dave Tomlin, afirma que a agência acredita que tudo o que foi reportado na cobertura da partida, em todas as mídias, é verídico. O vice-presidente de comunicação da NBA, Tim Frank, disse que a liga investigou o “tweet”, mas considerou o caso sem importância, fechando-o.

Frank ainda diz que a NBA avisou o advogado de Spooner que processar um jornalista por causa de um comentário no Twitter seria improdutivo. O caso ainda não tem uma audiência marcada.

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.