Tamanho do texto

Brasileiro já está nos Estados Unidos para defender o título do Masters 1000 ao lado do parceiro polonês Lukasz Kubot

O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot comemoraram a primeira conquista da parceria que iniciaram em 2017 no Masters 1000 de Miami . Agora, a dupla volta à cidade para a disputa da edição 2018 em busca do bicampeonato. Fora isso, o brasileiro, que já soma 50 semanas no topo do ranking individual de duplas, tentará uma boa campanha na competição para se manter na primeira posição.

Leia também: O drama de Genie Bouchard, a bela do tênis que vem perdendo patrocinadores

Marcelo Melo soma 50 semanas no topo do ranking individual de duplas
Joao Pires / Fotojump
Marcelo Melo soma 50 semanas no topo do ranking individual de duplas

Para isso, os dois tenistas estão há vários dias em Miami, preparando-se para a estreia no torneio, com Marcelo Melo totalmente recuperado da lesão muscular no glúteo que o tirou do ATP 500 de Acapulco e prejudicou sua participação no Masters 1000 de Indian Wells.

“Estamos treinando muito bem. Eu pude aproveitar esse intervalo entre Indian Wells e aqui para fazer uma bela preparação física, junto com o treino de quadra. Foi muito bom para recuperar esse período em que estive machucado, quando tive pouco tempo para me preparar para Indian Wells. Agora, ao contrário, já fizemos vários treinos, pela manhã e à tarde, para chegar na melhor forma possível”, afirmou Melo.

Leia também: Serena Williams é a única mulher no Top 100 dos atletas mais bem pagos do mundo

50 semanas no topo

Na atualização do ranking mundial individual de duplas da ATP divulgada nesta segunda-feira, Melo e Kubot mantiveram a liderança e, com isso, Marcelo alcançou a marca de 50 semanas no topo ao longo da carreira. Eles somam 8.960 pontos contra 6.520 de Henri Kontinen, em terceiro, e John Peers, em quarto.

Neste ano, Melo passou a ser o tenista brasileiro com maior número de semanas no topo do ranking e, também, o recordista brasileiro em número de títulos da ATP, com 29. Desde que voltou ao primeiro lugar do mundo, em novembro, encerrando 2017 como número 1, está há 24 semanas como líder (13 no ano passado e 11 em 2018). Antes, ele ocupou a liderança pela primeira vez em 2015, por 22 semanas, também virando o ano na frente, e voltou ao primeiro lugar por mais quatro semanas a partir de maio de 2016.

Parceria com polonês

Marcelo Melo, 34 anos, e Lukasz Kubot, 35 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada 2017. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Em 2017, a dupla Melo e Kubot disputou 24 torneios, conquistou seis títulos, venceu 51 jogos, com apenas 18 derrotas. Entre essas vitórias está a 400ª da carreira do brasileiro, obtida na estreia em Roland Garros.

Leia também: Próxima do retorno às quadras, Serena revela problemas na recuperação pós-parto

Neste início de temporada Marcelo Melo e Lukasz Kubot disputaram 13 jogos e conquistaram nove vitórias - quatro em Sidney, com o título do ATP 250, três no Australian Open, em Melbourne, ambos na Austrália, uma no ATP 500 de Roterdã, na Holanda, e uma no Rio Open, no Rio de Janeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.