Tamanho do texto

Um dos desfalques para a Copa América, ala-pivô recorda que seleção brasileira de basquete conquistou vaga para Jogos de Londres sem contar com força máxima

Anderson Varejão: jogador do Cleveland Cavaliers desfalca a seleção brasileira na Copa América
Luís Araújo/iG
Anderson Varejão: jogador do Cleveland Cavaliers desfalca a seleção brasileira na Copa América

O nome de Anderson Varejão estava entre os 20 atletas convocados da seleção brasileira masculina de basquete para a disputa da Copa América, divulgada pelo técnico Rubén Magnano no início de julho. Mas por ainda estar em recuperação de uma cirurgia no quadríceps da perna direita, o ala-pivô pediu dispensa pouco depois, integrando a considerável lista de desfalques do treinador, que não terá à disposição para a competição nenhum representante da NBA. Apesar de a equipe estar longe de contar com força máxima, Varejão aposta que o Brasil conquistará na Copa América uma das quatro vagas para o Mundial de 2014.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Para justificar o ponto de vista, ele não só mostrou confiança no trabalho de Magnano como se lembrou do que aconteceu na última vez que a seleção brasileira disputou a Copa América. "Não vai ser fácil, todo mundo sabe disso. Mas no Pré-Olímpico, em 2011, tinha gente que não acreditava muito na classificação para Londres. No fim das contas, a seleção conseguiu a vaga mesmo estando bastante desfalcada, como acontece agora", declarou Varejão, em entrevista coletiva concedida durante evento em São Paulo nesta quinta-feira.

Veja também: Rafael Hettsheimeir assina por dois anos com Unicaja

A Copa América será disputada em Caracas, na Venezuela, a partir do dia 30 de agosto e classifica os quatro primeiros ao Mundial de 2014. Além de Varejão, a lista de desfalques da seleção brasileira para a competição tem os nomes de Nenê, Leandrinho, Tiago Splitter, Vitor Faverani, Lucas Bebê e Marquinhos -- que pediu dispensa na última terça-feira , após participar dos amistosos com a equipe.

Leia mais: Jogador acertado com Fluminense para NBB critica "descaso enorme" do clube

"É uma segunda seleção brasileira, mas não deixa de ser forte, com jogadores que atuam na primeira há algum tempo", opinou Varejão. "Os outros países vêm com força também, mas se o Brasil chegar bem, tem todas as chances (de se classificar). Em uma competição rápida como esta, o momento é muito importante. Eu credito muito nesse grupo", concluiu o ala-pivô de 30 anos.

Ao ser questionado sobre os principais concorrentes da seleção brasileira na Copa América, Varejão respondeu: "Argentina, Porto Rico e Canadá vêm bem. Todas as vezes que existe uma competição como essa, a gente coloca as mesmas seleções (entre as favoritas). Mas se o Brasil chegar bem, tem tudo para conseguir a vaga".

Vale lembrar que Brasil e Estados Unidos são as duas únicas seleções que participaram de todas as 16 edições do Mundial. Atuais campeões e vencedores da medalha de ouro nas Olimpíadas de Londres, os norte-americanos já têm classificação garantida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.