Tamanho do texto

Na temporada 1995/96, a lendária equipe de Chicago conquistou 72 vitórias em 82 partidas

Metta World Peace em ação pelo Lakers
EFE
Metta World Peace em ação pelo Lakers

Quem acompanha a NBA sabe que Metta World Peace, do Los Angeles Lakers, é um dos atletas mais polêmicos do esporte. Desta vez, o ala disse que o objetivo da franquia californiana para a próxima temporada é superar a campanha do lendário time do Chicago Bulls de 1995/96, que contava com estrelas do calibre de Michael Jordan e conseguiu um recorde até hoje não superado de 72 vitórias em 82 partidas.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Definitivamente queremos bater os Bulls e vencer 73 jogos. É realmente algo que eu quero fazer. Você quer bater recordes antes de deixar esse mundo. Você tem que tentar conseguir grandes feitos, então essa é uma meta. Com Dwight Howard, Steve Nash, Kobe Bryant, eu, Pau Gasol, Antawn Jamison e muitos bons reforços, é algo possível", disse o jogador, em entrevista à rádio ESPN 710 , de Los Angeles.

Metta World Peace, que adotou esse nome para simbolizar a ‘paz mundial’, já esteve envolvido em inúmeras polêmicas durante sua carreira. Em 2004, durante uma briga generalizada em um duelo entre Lakers e Detroit Piston, Ron Artest, como era conhecido, agrediu um torcedor da equipe adversária, sendo suspenso por 86 jogos pela NBA, maior punição dada até hoje a um jogador envolvido em um incidente dentro de quadra. No ano passado, Metta World Peace acertou uma cotovelada em James Harden, do Oklahoma City Thunder, e iniciou os playoffs suspenso.

Leia mais:  Com musas e Splitter, NBA lança torneio de trincas em São Paulo

A campanha do time de Los Angeles não foi nada boa no ano passado. Mas agora, o camisa 15 quer superar os algozes da última temporada. "Tivemos uma temporada ruim no ano passado. Se não tivéssemos desperdiçado tantas posses de bola, poderíamos ter vencido aquela série contra o Oklahoma, então, com isso, nós continuamos confiantes", destacou o atleta de 32 anos de idade.

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.