iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Basquete

27/09 - 22:39

Miami Heat é apresentado à imprensa e show começa na Flórida
Nada menos do que 275 jornalistas foram credenciados e 15 equipes de televisão estiveram no "NBA Midia Day"

Fábio Sormani, especial para o iG

Era como se houvesse uma decisão de campeonato; uma decisão da NBA. Mas, na verdade, era apenas a apresentação do Miami Heat. Nada menos do que 275 jornalistas foram credenciados e 15 câmeras de televisão se espremiam numa sala da Universidade de Miami, no bairro de Coral Gables.

Há um ano, eram menos de 50 jornalistas. E talvez duas, três câmeras de televisão no máximo.

Mas nesta segunda-feira foi tudo diferente. Diferente porque Dwyane Wade, LeBron James e Chris Bosh estiveram juntos pela primeira vez nesta temporada, no que a NBA chama de “Midia Day”.

A conversa com os jornalistas durou exatos 20 minutos. Foi tudo descontraído, com muito bom humor. Mas muito concorrido.

Na sequência, o time embarcou para Hulburt Field, na região de Florida Panhandle, oeste do Estado, que concentra 16 dos 67 condados da Flórida, onde o Heat fará sua pré-temporada. Dos 275 jornalistas credenciados, 250 seguiram o time.

“Essa equipe não foi arquitetada para andar abaixo do radar”, disse o técnico Erik Spoelstra, metaforicamente, deixando claro, no entender dele, que a equipe não é imbatível. “Isso (a situação) é uma coisa boa. A expectativa é grande. Mas nós não vamos perder a calma por causa disso”.

AP
Chris Bosh, LeBron James e Dwyane Wade durante a apresentação do time no “Midia Day”
Chris Bosh, LeBron James e Dwyane Wade durante a apresentação do time no “Midia Day”

Campeão olímpico com os EUA em 2008 e acostumado com o assédio da mídia, mesmo assim Chris Bosh impressionou-se com a quantidade de repórteres presentes na apresentação do time. “Tudo o que está ocorrendo aqui é muito diferente do que todos nós esperávamos que fosse ocorrer”, disse Bosh, que assim como LeBron foi contratado esta temporada pelo Miami.

Durante a entrevista coletiva, o microfone de Wade pifou. A cena que veio a seguir foi emblemática: imediatamente, como se houvessem treinado à exaustão, Bosh e LeBron retiraram seus microfones da camisa e cederam a Dwyane.

Todos riram; e ficou a certeza de que o trio, pelo menos neste momento, está unido.

Com o microfone funcionando novamente, Wade falou: “Nenhum de nós imagina o que vamos experimentar juntos”.

LeBron manteve a classe quando perguntado sobre as críticas que Michael Jordan, Magic Johnson e Charles Barkley fizeram, dizendo que ele escolheu o caminho mais fácil para tentar triunfar (unir-se a Wade e Bosh). “Jamais vou criticar Michael, Magic ou Charles”, afirmou. “Foi graças a eles que eu comecei a jogar basquete. Mas quando eu decidi tomar o meu caminho, é normal que algumas pessoas não estejam de acordo”.

Uma das perguntas mais aguardadas era se o time terá química suficiente para desbancar o bicampeão Lakers. Se depender do episódio do microfone falho, não há dúvida que sim. Mas Wade respondeu: “Parece que as pessoas não entendem que fomos nós que decidimos jogar juntos. Por isso, não há qualquer problema de entrosamento entre a gente. Estamos preparados para ganhar jogos e eventualmente o campeonato”.

Esquivou-se, é claro. Se demonstrar esta mesma agilidade em quadra, com certeza levará problemas para os adversários, entre eles o Lakers, o time a ser batido.

Getty Images
Entrevista coletiva foi realizada na Universidade de Miami, que fica em Coral Gables
Entrevista coletiva foi realizada na Universidade de Miami, que fica em Coral Gables

Era pergunta daqui, pergunta dali. O “Midia Day” foi uma amostra do que virá pela frente. “Estamos conscientes de que será um circo”, disse Wade, sem a conotação pejorativo que se dá aqui no Brasil. “Como hoje, sempre haverá centenas de pessoas em todos os lugares onde formos jogar e os ginásios estarão lotados. Nosso trabalho é manter o foco e dar 100% em todas as noites”.

A empolgação é grande. A expectativa é enorme não apenas dos fãs e da mídia. Mas do time também. Tanto assim que o trio cumpriu o que Spoelstra pediu antes de sair em férias: se apresentar em forma para uma temporada que se sabe longa e desgastante.

“Fiquei surpreso com o profissionalismo deles”, disse o treinador. “Wade está na melhor forma física desde que estou aqui. Bosh e James só pensam no trabalho desde que aqui chegaram e eu os agradeço por isso”.

Foi apenas uma amostra do que virá pela frente. O que se pergunta é: até onde esse time pode chegar?


Leia mais sobre: Miami Heat NBA Dwyane Wade LeBron James Chris Bosh

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias