Tamanho do texto

Brigando pelo título, piloto da Yamaha foi punido por chutar Márc Marquez, da Honda, durante curva no GP da Malásia

Valentino Rossi se envolve na maior polêmica do mundo da velocidade em 2015
Mirco Lazzari gp/Getty Images
Valentino Rossi se envolve na maior polêmica do mundo da velocidade em 2015

A Corte Abritral do Esporte (CAS) rejeitou nesta quinta-feira o recurso apresentado pelo italiano Valentino Rossi, da Yamaha, que assim largará na última posição no Grande Prêmio da Comunidade Valenciana, último da temporada da MotoGP, como punição a incidente com o espanhol Márc Márquez , da Honda.

O líder do campeonato da categoria recebeu três pontos de penalização na carteira que todo o piloto que disputa a competição tem, ao derrubar o adversário com um chute, durante disputa de curva no GP da Malásia, disputado duas semanas atrás no circuito de Sepang.

Como já acumulava um ponto, por "conduzir de maneira irresponsável" no treino de classificação para o GP de San Marino, Rossi foi punido com a obrigação de largar em último na prova final da temporada, em que decide o título com o companheiro de equipe, o espanhol Jorge Lorenzo.

Leia também: Corrida final da MotoGP pode ser 'guerra fria' entre espanhóis e italianos

O CAS ouviu depoimento de representantes do italiano e da Federação Internacional de Motociclismo (FIM), e hoje confirmou a decisão da direção de prova do GP da Malásia, considerando que Rossi provocou, deliberadamente, a queda de Márquez.

Os dois pilotos da Yamaha estão separados por sete pontos, com 312 para o italiano e 305 para o espanhol

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.