Tamanho do texto

Sébastien Coué está internado por conta de uma hipertermia sofrida no Rali Dakar

O estado de saúde do piloto de moto Sébastien Coué melhorou consideravelmente nesta tarde de terça-feira (3). O francês, que na etapa de segunda-feira do Rali Dakar sofreu uma hipertermia e foi internado em estado de coma , já consegue falar com os médicos e não teve nenhum dano físico sério.

Leia também: Marc Coma e Nasser Al-Attiyah são os destaques do 2º dia do Dakar

Segundo informações do Hospital Schestakow, onde está internado na cidade de San Rafael, na Argentina, Coué passou por um procedimento para baixar sua temperatura corpórea (que ultrapassava os 40ºC quando chegou ao hospital) e foi reidratado.

“(Coué) Chegou com uma forte hipertermia, de quase 42ºC. Não sabemos quanto tempo ele ficou nas dunas, mas imaginamos que, se ontem a temperatura da cidade de San Rafael era de 42ºC, nas dunas não era menor do que 50ºC”, afirmou Alberto Dauverné, diretor do hospital. De acordo com o profissional, o piloto relatou, após sair do coma, que não se lembrava do incidente.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Os médicos também disseram que o piloto não sofreu nenhuma batida. Na realidade, ele teve problemas por conta do forte calor e, como consequência, caiu da moto. Mas não houve nenhum dano físico.

Bruno da Costa, outro piloto francês de moto que participa do Rali da Dakar, está internado em estado grave após colidir com uma vaca também durante a etapa de segunda-feira da competição. No primeiro dia do Rali, o piloto argentino Jorge Boero morreu após forte acidente com sua moto .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.