Tamanho do texto

Favorito Stéphane Peterhansel conquista o título nos carros e é o destaque da edição. Veja também quem venceu nas motos, quadris, UTVs e caminhões

Na noite desta terça-feira (28), chegou ao fim a vigésima edição do Rally dos Sertões. A competição, que foi disputada em belos cenários dos estados de Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará e Pernambuco teve como destaque a vitória do francês Stéphane Peterhansel nos carros.

Leia também: Lucas di Grassi correrá "6 h de SP" pela Audi em Interlagos

O piloto, que já foi dez vezes campeão do Dakar, conquistou um dos poucos títulos de rali que ainda não havia vencido, acompanhado pelo navegador Jean-Paul Cottret. Correndo com seu Mini ALL4 Racing, o piloto apenas administrou a vantagem na última etapa, em Fortaleza, e terminou na quarta posição, garantindo o título com uma vantagem de mais de 23 minutos para a dupla brasileira Guilherme Spinelli e Youssef Haddad.

Depois da prova, o francês falou da dificuldade da competição. "Este foi um rali muito difícil e muito longo, mas que fez a diferença com uma variedade enorme de paisagens. Considero a primeira parte da competição como a mais difícil, pois tive de competir com o Spinelli, o que me fez correr alguns riscos que não esperava e acelerar mais", comentou.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

Nas motos, o vencedor foi o também favorito Felipe Zanol, que ganhou cinco das dez etapas para chegar ao título. A pouco mais de 25 minutos de Zanol, o segundo colocado nas motos foi Dario Julio Souza, seguido por Nielsen Bueno.

O maranhense Marcelo Medeiros foi o grande campeão nos quadris, após ganhar seis das dez especiais, inclusive a última. O piloto abriu uma vantagem de mais de dez horas para o segundo colocado, Paulo Roberto Kitagawa, e de 15 horas para o terceiro, Ernesto Jun Watashi.

Felipe Zanol atravessa duna durante Rally dos Sertões
Divulgação
Felipe Zanol atravessa duna durante Rally dos Sertões






VEJA AS MELHORES FOTOS DO RALLY DOS SERTÕES

Nos caminhões, o trio vencedor nos leves foi o de Carlos Policarpo, Romulo Seccomandi e Davi Fonseca, que ficaram à frente de Amable Barrasa, Cesar Botas e Raphael Bettoni. Na categoria pesados, os grande campeões foram Guido Salvini, Flávio Bisi e Fernando Chwaigert.

Na nova categoria de UTVs, que contou com muitos abandonos, os primeiros campeões foram Bruno Sperancini e Thiago Vargas, que colocaram uma vantagem de mais de 11 horas para Carlo Collet e Eduardo Shiga. Em terceiro, ficou a dupla de Edgley Sobrinho e Rodolfo Brito.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Confira abaixo os resultados dos primeiros colocados em cada categoria.

Geral acumulado entre os carros:

1 - Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret, 26h06min53s
2 - Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, a 23min33s
3 - Riamburgo Ximenes/Flávio França, a 1h02min47s
4 - Fellipe Bibas/Emerson Cavassin, a 2h51min46s
5 - Marcos Moraes/Fábio Pedroso, a 3h28min40s

Geral acumulado entre as motos:

1 - Felipe Zanol, 32h12min33s
2 - Dário Júlio Souza, a 25min29s
3 - Nielsen Bueno, a 1h20min07s
4 – Guto Klaumann, a 2h55min26s
5 - Dimas Mattos, a 3h11min36s

Geral acumulado entre os quadris:

1 - Marcelo Medeiros, 40h54min22s
2 - Paulo Roberto Kitagawa, a 10h51min23s
3 - Ernesto Jun Watashi, a 15h25min45s
4 - Luiz Tarquino Cruz, a 2 dias, 4h49min02s
5 - Bento da Silva, a 2 dias, 15h43min02s

Geral acumulado entre os caminhões:

Leves
1 - Carlos Policarpo/Rômulo Seccomandi/Davi Fonseca, 37h44min00s
2 - Amable Barrasa/César Botas/Raphael Bettoni, a 8h38min56s
3 - Fábio Freire/João Afro/João Victor Ribeiro, a 8h58min51s

Pesados
1 – Guido Salvini/Flávio Bisi/Fernando Chwaigert, 39h15min50s
2 – Edu Piano/Sólon Mendes/Carlos Sales, a 2h39min28s
3 – André Azevedo/Maykel Justo/Ronaldo Pinto, a 23h09min23s

Geral acumulado entre os UTVs:

1 - Bruno Sperancini/Thiago Vargas, 40h53min21s
2 - Carlo Collet/Eduardo Shiga, a 11h23min09s
3 - Edgley Sobrinho/Rodolfo Brito, a 1 dia, 22h10min04s

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.