Tamanho do texto

Primeiro colocado no campeonato está desapontado com seu desempenho nos classificatórios

O escocês Dario Franchitti é o atual campeão da Fórmula Indy e também lidera o campeonato de 2011 com 122 pontos após a realização de três provas, com uma vitória em São Petersburgo (EUA) e dois terceiros lugares, no Alabama e em Long Beach. Porém, o piloto da Chip Ganassi revelou ainda não estar completamente satisfeito com o seu desempenho, principalmente por conta dos resultados nos treinos de classificação.

"Ainda precisamos trabalhar melhor nos treinos classificatórios. Em Barber foi bem difícil, mas ainda assim foi legal. Em Long Beach nós demos um passo adiante no acerto do carro do sábado para o domingo", afirmou Franchitti, que largou da segunda colocação em São Petersburgo e do sétimo lugar no Alabama e em Long Beach. "Espero ter uma boa classificação, precisamos de um carro rápido aqui no Brasil".

A preocupação de Franchitti é maior porque seu principal concorrente na luta pelo título vem tendo desempenho perfeito nos treinos de classificação. Vice-campeão em 2010 e segundo colocado na classificação de 2011, o australiano Will Power foi pole nas três provas desta temporada. "Decidimos [a equipe Chip Ganassi] ter um carro rápido para a classificação e espero que isso aconteça no Brasil", disse.

Em 2010, Franchitti faturou a pole da etapa de São Paulo da Fórmula Indy e terminou a prova em sétimo lugar. Agora, o escocês espera sair do Brasil com uma vitória. "Estamos aqui para vencer a corrida, mas não importa o que aconteça, vai ser um ótimo show. Gostamos de vir ao Brasil, há muitos fãs aqui, talvez até porque muitos brasileiros já correram na Indy", comentou.

Com 37 anos, Franchitti já tem três títulos da Fórmula Indy, conquistados em 2007, 2009 e 2010, mas garante que sua motivação é a mesma de um iniciante. "Para mim, a paixão está cada vez mais forte. Para qualquer piloto, se você não tem essa paixão, não corre. É por isso que eu sigo correndo. Ainda sinto a mesma coisa de quando tinha dez anos", declarou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.