Tamanho do texto

Para vencer, o piloto da Addax se aproveitou de um erro de sua equipe na parada nos boxes de Giedo van der Garde

Divulgação
Charlie Pic venceu a primeira corrida da GP2 em Barcelona
Charles Pic aproveitou um problema no pit stop obrigatório de Giedo van der Garde para inverter a dobradinha da Addax e terminar na frente a corrida 1 da GP2 em Barcelona, neste sábado (21). O francês repetiu o feito do ano passado, quando conquistou sua primeira vitória na categoria, também no circuito de Montmeló. Sam Bird completou o pódio.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Van der Garde partia tranquilo para vencer a corrida, quando, em sua parada, houve um problema. Os mecânicos não conseguiram trocar rapidamente a roda traseira esquerda, e o holandês perdeu segundos preciosos, que lhe custaram a liderança. Daí por diante, Giedo não teve mais chances de recuperar o posto, embora Pic tenha sofrido com o desgaste dos pneus nas últimas voltas, já que trocara apenas dois deles.

Antes mesmo da largada, os comissários já tiveram trabalho: um mecânico demorou tempo demais para sair do carro de Luca Filippi, e a situação ficou sob investigação. Mas nem houve por que puni-lo: quando as luzes se apagaram, Josef Král fez uma manobra estranha, empurrando Luiz Razia para a esquerda. O brasileiro acabou tocando Esteban Gutiérrez e Luca Filippi, com o italiano levando a pior. O piloto da Super Nova rodou e bateu no muro interno da reta dos boxes, provocando a entrada do safety car.

Razia foi para os boxes. Os mecânicos, então, recorreram ao martelo para desentortar a suspensão traseira esquerda. O brasileiro voltou à pista, mas abandonou na nona volta, recolhendo o carro aos boxes.

A corrida transcorreu sem muita agitação, até que Michael Herck se envolveu em entreveros com os pilotos da Lotus ART. Primeiro, defendendo posição contra Jules Bianchi, obrigou o francês a colocar as rodas na grama. Depois, em disputa com Esteban Gutiérrez, um toque tirou os dois da prova.

No fim da corrida, o show ficou por parte de Fabio Leimer, que saiu de 12º para nono nos últimos cinco minutos da corrida, que terminou no limite de uma hora.