Tamanho do texto

Punição fez com que o francês herdasse a liderança e conquistasse sua quinta vitória no campeonato

Neste sábado (30), Romain Grosjean venceu a primeira corrida da GP2 na Hungria. O francês vinha em terceiro, mas ganhou a segunda posição de Luiz Razia graças a um erro da Air Asia no pit-stop do brasileiro. Depois, vinha relativamente distante do líder Marcus Ericsson - porém, o sueco foi punido com um drive-through. Assim, o francês da Dams levou a vitória e ampliou sua vantagem no campeonato.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Foi a quinta vez que Grosjean venceu uma corrida na temporada 2011. Charles Pic ficou com a segunda posição, seguido por Luiz Razia, que teve um bom fim de prova, aproveitando-se da queda de rendimento de Luca Filippi para achar um lugar no pódio.

Depois de uma intensa disputa com Sam Bird, que deixou até pedaços de carro pela pista, Giedo van der Garde terminou em quarto, seguido por Ericsson, em boa recuperação no fim, apesar da punição sofrida.

Luca Filippi ficou em sexto, à frente de Jules Bianchi, em atuação discreta. Christian Vietoris foi o oitavo e será o pole da segunda corrida, neste domingo (31). Razia vai largar em quinto.

Saiba como foi a corrida 1 da GP2 na Hungria, em Hungaroring

Na largada, Marcus Ericsson foi muito bem. Partindo da terceira posição, saiu com mais força e pulou na frente, passando Razia. Pic, quarto, também perdeu a sua posição, neste caso para Grosjean.

Mas o francês da Addax manteve o lugar de onde saiu, já que a largada de Filippi foi uma tragédia - o italiano caiu de segundo pra sétimo. Mais atrás, o primeiro incidente da corrida: Kevin Mirocha tocou Fairuz Fauzy, que rodou e acabou atingido por Johnny Cecotto. O malaio da Super Nova e o venezuelano da Trident abandonaram.

Quem também viu sua corrida acabar cedo foi Esteban Gutiérrez, que sofreu com problemas no carro da Lotus ART ainda na terceira volta, vindo lento aos boxes. O mexicano saiu dos pits três voltas depois, mas não conseguiu chegar sequer à primeira curva.

Enquanto isso, Ericsson abre devagar a diferença em relação a Razia, segundo colocado. Com pista livre, entretanto, começou a ampliar vantagem na volta 10. Seis giros depois, ele e Razia foram aos boxes. Ericsson perdeu tempo por ser liberado pela iSport justamente quando o brasileiro passava. Mas Luiz acabaria sofrendo prejuízo semelhante: a Air Asia demorou em seu pit-stop, por conta de um problema na roda traseira direita.

Assim, Razia acabou perdendo duas posições, para Grosjean e Filippi, virando quarto colocado. Com Pic logo atrás, Razia foi ultrapassado em seguida, caindo a quinto. A reviravolta na corrida, inclusive para o brasileiro, aconteceu quando Ericsson foi punido por liberação perigosa nos boxes por parte da iSport. Grosjean avançou à liderança, enquanto Luiz assumiu o quarto lugar

Nas últimas voltas, os pneus de Filippi perderam muito rendimento. O italiano até tentou, mas não havia como segurar o ímpeto de Pic e Razia - o brasileiro ganhou a terceira posição faltando cinco minutos para o limite de uma hora.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.