Tamanho do texto

Australiano se mostrou insatisfeito por não ter superado seu companheiro em briga de igual para igual

Vencedor do Grande Prêmio do Brasil , Mark Webber descartou a hipótese do problema enfrentado pelo alemão Sebastian Vettel ter sido forjado pela Red Bull. O australiano ainda lamentou que sua primeira vitória na temporada tenha acontecido somente após uma falha mecânica de seu companheiro de equipe.

Leia também: Raikkonen vê pneus como maior desafio no seu retorno

Webber deixou claro que não ficou totalmente satisfeito com a vitória em Interlagos. "Foi um pouco decepcionante, de certa forma. Eu me sentia muito bem e teria sido legal ter uma disputa em ritmo total contra ele", explicou o piloto em sua coluna no site da emissora britânica BBC .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

A polêmica sobre a possível armação da Red Bull foi lançada porque Vettel mantinha a liderança em Interlagos quando foi informado de problemas em seus câmbio e, mesmo sem seu ritmo cair muito, cedeu a ponta para seu companheiro de time. Com isso, Webber garantiu sua primeira vitória na temporada e tomou o terceiro posto de Fernando Alonso, da Ferrari, no Mundial de Pilotos .

Assim como Christian Horner, chefe da Red Bull, já havia feito anteriormente , Webber negou qualquer possibilidade de jogo de equipe e afirmou que o problema de Vettel foi real.

"Sebastian começou a ter problemas de câmbio quando nos aproximávamos do primeiro pit stop. Eu estava chegando um pouco nele, mas não sabia quanto tempo ele estava perdendo naquele momento. Sabia que era um problema razoavelmente pequeno e que, ao passar da corrida, foi ficando mais sério", disse o australiano.

"Ele estava definitivamente sendo afetado na metade e na fase final da corrida. Ele me deixou passar na volta 30 porque a equipe sabia que era a única forma para completar as 71 voltas, a única maneira seria diminuir seu ritmo", concluiu Webber.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.