Tamanho do texto

Organizadores da corrida querem diminuir os valores para realização do evento

O governo de Valência confirmou nesta sexta-feira (20) que negocia com Bernie Ecclestone a redução dos custos de organização do Grande Prêmio da Europa de Fórmula 1 , para que a cidade continue sediando a prova. As ruas da Valência recebem o evento desde 2008, mas a crise financeira europeia colocou em xeque a continuidade da corrida.

Leia também: Senna precisa de um 7º lugar para superar último ano de Rubinho

"Queremos continuar com o Grande Prêmio da Europa, mas em condições diferentes. Precisamos de custos menores para achar o equilíbrio", disse o governador Alberto Fabra, em entrevista à agência de notícias EFE .

No início do mês, o governo declarou que a F1 e todos os outros grandes eventos na cidade estavam sob "absoluta e total revisão". Na última terça-feira, Fabra se reuniu com Bernie Ecclestone, em Londres, para discutir a redução dos custos para sediar a corrida na cidade, mas não comentou os resultados do encontro.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Uma das possibilidades levantadas pelo chefão da F1 é Valência e Barcelona se alternarem para sediar o Grande Prêmio da Espanha, deixando a prova continental ser realizada em outro país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.