Tamanho do texto

Piloto da Ferrari também desejou sorte a Bruno Senna na equipe Williams

Pela primeira vez em sua carreira, o brasileiro Felipe Massa não deve ter a companhia do compatriota Rubens Barrichello na Fórmula 1. Diante da situação do veterano, com chances ínfimas de permanecer na categoria , o piloto da Ferrari lamenta sua ausência no Mundial de 2012.

Leia também: Empolgado, Massa diz que ninguém desaprende a dirigir

"O Rubinho, além de ser um excelente piloto, é um amigo, é um cara que eu gosto e com o qual aprendi bastante. Vai ser um ano diferente. No aspecto da amizade, vai faltar um amigo nas corridas", declarou Felipe Massa em entrevista à TV Bandeirantes .

Barrichello correu ao lado do venezuelano Pastor Maldonado na Williams na última temporada, mas não teve seu contrato renovado e acabou substituído pelo compatriota Bruno Senna . Desta forma, Massa já projeta o futuro do veterano longe da principal categoria do automobilismo.

"É um cara muito inteligente e bacana. Tenho certeza que ele ainda vai se divertir, curtir e ter um sucesso muito grande no futuro. O Rubinho está para fazer 40 anos e tem 19 campeonatos. É o final de uma carreira e o começo de outra, a gente tem duas vidas. Espero que ele tenha um segundo caminho sensacional", disse.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Há 19 temporadas na Fórmula 1 , Rubens Barrichello tem dois vice-campeonatos mundiais no currículo. Ele ainda sonha com a possibilidade de permanecer na categoria, mas, a convite do amigo Tony Kanann, realizará alguns testes com a equipe KV na Indy .

Além de lamentar a saída de Barrichello, Massa desejou sorte a Bruno Senna na Williams. "Ele tem uma grande chance. Espero o melhor para ele, porque é um cara que gosto muito. Espero que tenha uma carreira longa na Fórmula 1 e com bons resultados para o Brasil', encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.