Tamanho do texto

Alemão, que passou Hamilton na primeira volta, ajudou a garantir o título da Red Bull. Massa é sexto, Barrichello 12º e Senna, 13º

Neste domingo (16), o alemão Sebastian Vettel, já com o título mundial desta temporada garantido , venceu o Grande Prêmio da Coreia do Sul. O alemão chegou a sua décima vitória no ano e, de quebra, ajudou a Red Bull a confirmar matematicamente o bicampeonato do Mundial de Construtores .

Veja também: Fotos do Grande Prêmio da Coreia do Sul

Hamilton, que largou na pole, foi ultrapassado por Vettel logo na primeira volta e terminou em segundo. O britânico conseguiu se defender do ataque de Mark Webber nas voltas finais – o australiano, terceiro, completou o pódio.

Lei a também: Brasileiro Átila Abreu relembra sua parceria com Sebastian Vettel

Logo atrás de Webber, chegaram Jenson Button, quarto, e Fernando Alonso, quinto. O brasileiro Felipe Massa, atrapalhado pela Ferrari nos boxes, terminou em sexto. Rubens Barrichello foi 12º e Bruno Senna, 13º.

Vettel e Massa de destacam no início

Na largada, os seis primeiros colocados mantiveram suas posições, com Hamilton seguido por Vettel, Button, Webber, Massa e Alonso. Porém, nas primeiras curvas, Massa chegou a pular para a terceira colocação. O ferrarista, no entanto, foi superado por Webber e caiu para quarto. Quem se deu mal na briga foi Button, que ao fim do primeiro giro era o sexto.

Siga o iG Automobilismo do Twitter

Também na primeira volta, Vettel superou Hamilton para assumir a liderança. Porém, o alemão da Red Bull não conseguiu se distanciar. Na décima volta, a diferença do líder para Jenson Button, sexto colocado, era inferior a dez segundos.

Webber, Massa, Alonso e Button andavam praticamente juntos. O australiano conseguiu se desgarrar um pouco enquanto os ferraristas se defendiam do ataque de Button. Sem conseguir ultrapassar os rivais, o britânico da McLaren resolveu abrir a primeira rodada de pit stops.

Button parou na 14ª volta. No entanto, o britânico teve sua estratégia atrapalhada por Nico Rosberg, que estava em sexto e parou junto com o piloto da McLaren. O alemão conseguiu tomar a posição do adversário no retorno à pista.

Massa e Webber pararam no giro seguinte. A Ferrari trabalhou muito mal para o brasileiro, devolvendo-o atrás de Rosberg e Button. Na 16º volta, foi a vez de Hamilton e Alonso irem para os boxes. Do pelotão da frente, Vettel foi o último a trocar os pneus.

Logo que o bicampeão mundial voltou à pista, o Safety Car foi acionado após acidente com Michael Schumacher e Vitaly Petrov. Vettel manteve a liderança, seguido por Hamilton. Os ferraristas se deram mal – depois de todas as paradas, Massa caiu para sexto e Alonso, para sétimo.

Button ataca na relargada

O Safety Car deixou a pista na 21ª volta. Logo na relargada, Button, que estava de pneus supermacios, partiu para o ataque sobre Webber, que estava usando os compostos macios. O australiano, no entanto, se defendeu bem.

No giro 27, com ajuda da asa móvel, Massa conseguiu passar Rosberg para voltar à quinta colocação. Alonso pegou carona, superou o alemão e tentou passar também seu companheiro de Ferrari, mas o brasileiro conseguiu se defender.

Enquanto isso, Hamilton e Webber começaram a se aproximar de Vettel. O australiano partiu para o ataque sobre o britânico e quase conseguiu ultrapassá-lo no giro 33. A McLaren estava perdendo desempenho e Massa se aproximava de Button. Por isso, os dois pilotos da equipe britânica tiveram de parar para trocar seus pneus.

Webber parou junto com Hamilton e, mais uma vez, voltou atrás do britânico. Chegou a ultrapassá-lo na volta 34, mas o piloto da McLaren conseguiu devolver a manobra na curva seguinte. A briga foi boa para Vettel, que conseguiu disparar na liderança.

Na segunda rodada de pit stops, Massa se deu mal, perdendo posição para Alonso. O espanhol voltou em quinto, enquanto o brasileiro caiu para sexto.

Fim tem brigas no pelotão da frente

Alonso voltou dos boxes com um bom desempenho, marcando várias vezes seguidas a volta mais rápida da corrida. O espanhol começou a se aproximar do quarto colocado, Button. Enquanto isso, Webber seguia perto de Hamilton, mas não conseguia superá-lo.

Webber chegou a passar Hamilton na 49ª volta, mas o britânico devolveu a manobra. A briga permitiu a aproximação de Button e Alonso, que lutavam por posição.

Apesar da proximidade, nenhuma ultrapassagem aconteceu nas voltas finais. Hamilton garantiu a segunda colocação, seguido por Webber, Button e Alonso. Vettel, sem ser ameaçado, caminhou tranquilamente para sua décima vitória no ano.

Veja a classificação completa do Grande Prêmio da Coreia:

1 – Sebastian Vettel (ALE) – Red Bull – 55 voltas
2 – Lewis Hamilton (GBR) – McLaren – a 12s
3 – Mark Webber (AUS) – Red Bull – a 12s4
4 – Jenson Button (GBR) – McLaren – a 14s6
5 – Fernando Alonso (ESP) – Ferrari – a 15s6
6 – Felipe Massa (BRA) – Ferrari – a 25s1
7 – Jaime Alguersuari (ESP) – Toro Rosso – a 49s5
8 – Nico Rosberg (ALE) – Mercedes – a 54s
9 – Sébastien Buemi (SUI) – Toro Rosso – a 1min02s7
10 – Paul di Resta (GBR) – Force India – a 1min08s6
11 – Adrian Sutil (ALE) – Force India – a 1min11s2
12 – Rubens Barrichello (BRA) – Williams – a 1min33s
13 – Bruno Senna (BRA) – Lotus Renault – a 1 volta
14 – Heikki Kovalainen (FIN) – Team Lotus – a 1 volta
15 – Kamui Kobayashi (JAP) – Sauber – a 1 volta
16 – Sergio Pérez (MEX) – Sauber – a 1 volta
17 – Jarno Trulli (ITA) – Team Lotus – a 1 volta
18 – Timo Glock (ALE) – Virgin – a 1 volta
19 – Daniel Ricciardo (AUS) – Hispania – a 1 volta
20 – Jérôme D’Ambrosio (BEL) – Virgin – a 1 volta
21 – Vitantonio Liuzzi (ITA) – Hispania – a 3 voltas
22 – Pastor Maldonado (VEN) – Williams – Abandonou
23 – Vitaly Petrov (RUS) – Lotus Renault – Abandonou
24 – Michael Schumacher (ALE) – Mercedes - Abandonou

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.