Tamanho do texto

Para os alemães, Aldo Costa e Geoff Willis podem fazer a escuderia superar adversários de ponta

Para provar que está pensando em se tornar uma das melhores equipes da Fórmula 1 , a Mercedes contratou os engenheiros Aldo Costa, ex-Ferrari, e Geoff Willis, ex-Hispania, Red Bull e Honda, antecessora do time alemão. A chegada de novos profissionais animou a dupla de pilotos formada por Michael Schumacher e Nico Rosberg.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Ex-comandante dos projetos do time de Maranello, Costa começa a trabalhar como diretor de engenharia apenas no final do ano. Ele será responsável pelo desenvolvimento e design dos carros da equipe e celebra o fato de voltar a trabalhar com Schumacher e Ross Brawn, também ex-ferrarista . Por sua vez, Willis, ex-diretor técnico da Hispania, chega em 17 de outubro e cuidará de aerodinâmica, sistema de controles e funções de simulações.

"Naturalmente, estou feliz pelas novas contratações. Sabemos que se quisermos vencer os caras da frente precisamos evoluir e nos tornar mais fortes como grupo. Precisamos de mais potencial e capacidade. Conheço Aldo muito bem dos meus dias de Ferrari. Ross Brawn também o conhece muito bem e Geoff já trabalhou aqui e conhece a estrutura geral. Acho que a adaptação será rápida", comentou Schumacher.

Nenhum dos pilotos da Mercedes subiu ao pódio nesta temporada. Rosberg, com 62 pontos, tem dez a mais que Schumacher, e está na sétima colocação. Ele considera essa notícia uma prova da percepção da equipe de que algo precisava ser feito.

"A mensagem é muito clara: a Merecedes vai fazer o que for preciso para vencer o campeonato. Isso é muito óbvio. E ele são dois caras de alto nível. O time entendeu que do jeito que estávamos não conseguiríamos vencer o campeonato. Agora tudo está sendo feito para este time ser o melhor de todos", ponderou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.