Tamanho do texto

Alemão diz que Red Bull ainda é favorita, mas aposta em briga acirrada atrás da bicampeã mundial

O heptacampeão Michael Schumacher acredita que a margem entre o sucesso e o fracasso será mais estreita nesta temporada da Fórmula 1 , já que aposta em uma disputa acirrada com as rivais da Mercedes.

Leia também: Maria de Villota será piloto de testes da Marussia em 2012

No ano passado, a Mercedes terminou o Mundial de Construtores na quarta colocação, mas seu desempenho ficou muito distante das equipes de ponta. Para esse ano, Schumacher espera uma briga mais apertada entre os times atrás da Red Bull, que ele acredita ser favorita para vencer a corrida de abertura da temporada, na Austrália.

"Vitória é improvável para mim, vejo a Red Bull na frente. Atrás deles, será apertado e você pode ir de herói a perdedor muito rápido”, declarou o alemão. “Isso dependerá muito de quão bem você ajustar seu carro para a respectiva pista”, acrescentou.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O piloto disse que a Mercedes teve sua pré-temporada mais positiva desde que ele entrou para o time, em 2010. "O carro é confiável, o que já é muito bom. A primeira impressão foi bem positiva. Estamos começando a temporada muito melhor preparados do que nos últimos dois anos e podemos nos concentrar totalmente no desenvolvimento do nosso carro”, afirmou Schumacher.

O alemão elogiou a evolução do novo carro, mas ainda está cauteloso: “A velocidade é promissora, espero que possamos mostrar isso em Melbourne. Fomos capazes de guiar bastante durante os testes e aprender muito também. Com certeza demos um passo à frente. Mas prefiro esperar até depois das primeiras corridas para julgar quão grande foi esse passo e como estamos em comparação com nossos competidores”.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros leitores

"No ano passado, nós descobrimos que você pode estar muito errado em confiar nos dados provenientes dos testes de inverno. E como podemos ver que a disputa vai estar muito apertada neste ano, ainda não tenho uma imagem clara. O que posso dizer é que a diferença entre alguns times não será tão grande quanto foi no ano passado”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.