Tamanho do texto

Adam Parr defende fins de semanas mais curtos para que possam ser realizadas mais provas por temporada

O presidente da equipe Williams, Adam Parr, declarou, contrariando a tendência geral, que desejaria ver mais corridas no já lotado calendário da Fórmula 1 .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Várias equipes já manifestaram insatisfação com o recorde de 21 provas no calendário provisório para 2012. Mesmo que o GP da Turquia seja eliminado, como parece provável , fazer 20 provas será um grande desafio logístico e mental para os participantes.

Porém, Parr defendeu que os fins de semana dos GPs sejam mais curtos, o que abriria espaço para outras provas num momento em que a categoria cada vez mais chega a novos mercados .

"Acho que o número de corridas pode aumentar um pouquinho. Poderíamos dar uma olhada no formato do fim de semana, e poderíamos ter mais um par de corridas", disse o dirigente. "Há formas de elevar o faturamento."

Ele também reconheceu como inevitável a decisão da categoria de entregar os direitos de transmissão da F1 na Grã-Bretanha ao canal pago Sky Sports , deixando a BBC só com metade das provas - será a primeira vez que o campeonato não estará totalmente disponível na TV aberta nesse país. Segundo Parr, a BBC está cortando gastos e a F1 tem de arcar com enormes custos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.