Tamanho do texto

Chefe da categoria afirmou que podem existir outros interessados, mas negou ser um deles

No primeiro semestre de 2011, a News Corporation, empresa comandada por Rupert Murdoch, demonstrou publicamente seu interesse em comprar a Fórmula 1 . No entanto, na opinião de Bernie Ecclestone, chefe da categoria, as negociações não avançaram e a CVC, atual dona dos direitos da F1, pode acabar vendendo-a para outros interessados.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Não tenho dúvidas em minha cabeça de que se alguém vier com uma oferta respeitável e inteligente, a CVC aceitaria conversar. Acho que uma ou duas pessoas podem ter aparecido com uma oferta que acharam inteligente, mas a CVC não o fez”, disse Ecclestone, em entrevista ao site britânico LondonlovesBusiness .

O chefe da Fórmula 1 negou que tenha interesse em adquirir novamente os direitos da categoria.

“Não é provável que eu compre a Fórmula 1 novamente e eu nem posso imaginar ter novamente o controle majoritário. A CVC iria pedir o que ela vale e eu não pagaria o que ela vale. Não que não valha a pena, mas é muito dinheiro. Não é algo para se exibir na minha idade”, declarou Ecclestone.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.