Tamanho do texto

Horner brinca com a fama de "nerd" que o piloto ganhou após mostrar paixão pelas estatísticas

De acordo com Christian Horner, chefe de equipe da Red Bull, Sebastian Vettel pediu desculpas por ignorar a ordem da equipe e forçar para fazer a volta mais rápida da prova no Grande Prêmio da Índia . Porém, o dirigente afirmou que entende o desejo do alemão por mais marcas positivas e comparou sua sede de vitórias à de Wayne Rooney , jogador do Manchester United .

Veja também: Kubica pode começar a próxima temporada como reserva da Renault

“Você não pode sair de sua própria pele. Eu entendo isso. Ele é um corredor com brio e, num campo de futebol, seria como Wayne Rooney, sempre esperando para marcar mais um gol. Ele me pediu desculpas por seu pequeno show, mas Sebastian é razoável. Não acho que ele forçou até o limite, acho apenas que ele queria algo para as estatísticas”, disse Horner, em entrevista ao jornal alemão Die Welt .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Apesar da mania de estatísticas que Vettel tem demonstrado ao buscar as voltas mais rápidas, o chefe de equipe da Red Bull não acredita que o piloto possa ser chamado de “nerd”.

“Não tenho certeza quanto a isso. Nerds são tensos, mas ele tem uma inteligência sóbria e um instinto assassino, mesmo parecendo tão inocente quanto um cordeiro. Ele é perfeccionista e extremamente ambicioso. Quando ele anda do paddock ao estacionamento e tem alguém em sua frente, ele tenta ultrapassá-lo”, declarou Horner, aos risos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.