Tamanho do texto

De acordo com Ceccarelli, funcionamento da mão e tala na perna do polonês não são motivos de preocupação

Médico responsável pelo tratamento de Robert Kubica, Riccardo Ceccarelli afirmou que seu paciente terá condições de retornar à Fórmula 1 em 2012. De acordo com o doutor, o piloto polonês poderá voltar a guiar um carro da categoria nos próximos meses.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Eu posso dizer com certeza que Robert será um piloto de Fórmula 1 em 2012. Não posso dizer quando ele estará pronto, mas será entre os meses de novembro e janeiro”, disse Ceccarelli, em entrevista ao site italiano OmniCorse .

De acordo com o médico, o funcionamento da mão direita de Kubica, principal afetada no acidente que o piloto sofreu em fevereiro, não é mais motivo de preocupação.

“Está tudo ótimo, mesmo com sua recuperação gradual. Sem esquecer que Robert sofreu lesões em dois dos três nervos do local e sofreu rompimento de tendões e músculos, mas ele já voltou a ter tato na ponta dos dedos”, declarou Ceccarelli, afirmando que a imobilização que o piloto usa na perna também não preocupa.

“É verdade, Robert ainda tem um fixador externo em sua perna e não temos pressa para retirá-lo. Quanto mais tempo ele ficar, melhor será o resultado. Então, estamos esperando pela recuperação total da mão e do cotovelo, sem pressa. Os músculos ficaram inativos por meses e precisam recuperar sua modulação e sua força. Mas a grande questão, se ele poderia voltar, já não existe mais”, afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.