Tamanho do texto

Para ex-piloto, escuderia manteve o brasileiro para evitar gastos com a quebra do contrato

A renovação do contrato de Felipe Massa com a Ferrari para 2013 ainda não é certa por conta da falta de resultados do brasileiro nas últimas temporadas. Para o finlandês Keke Rosberg, campeão do Mundial em 1982 e pai do alemão Nico Rosberg, Massa já estaria fora do time não fosse por motivos financeiros.

Leia também: Vettel domina primeiro dia de testes em Barcelona. Senna é 8º

Segundo o ex-piloto, a escuderia italiana gastou muito dinheiro com a rescisão do contrato do finlandês Kimi Raikkonen em 2009 e, por isso, optou por não quebrar o vínculo com Felipe após dois anos de resultados ruins.

Siga o iG AUtomobilismo no Twitter

"Acho que eles queimaram muito dinheiro com a rescisão de Kimi. Eles poderiam pagar a rescisão de Massa, mas em alguns momentos você tem que ser econômico. Nem sempre é possível escolher a opção mais cara", afirmou Keke Rosberg, que conquistou o Mundial de 1982 como piloto da Williams.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros leitores

A temporada de 2012 será a sétima de Felipe Massa com a Ferrari, equipe na qual foi vice-campeão mundial em 2008, quando conquistou sua última vitória na categoria. O brasileiro tem contrato até o fim do ano e inicia o campeonato pressionado para conseguir bons resultados e seguir no time italiano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.