Tamanho do texto

Brasileiro reclama da postura da equipe em usar corridas para testar novos componentes aerodinâmicos

A situação de Rubens Barrichello na Williams para 2012 está cada vez mais incerta. Nesta semana, a imprensa internacional divulgou os nomes de Adrian Sutil, atualmente na Force India, e Nico Hülkenberg, piloto reserva também da equipe indiana, como possíveis substitutos do brasileiro na escuderia britânica para a próxima temporada .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Nesta sexta-feira (5), em entrevista ao jornal italiano Corriere dello Sport , Barrichello afirmou que, nas atuais condições apresentadas pela equipe, ele não sabe se vale a pena ficar. “Vivemos uma situação inacreditável. Não sei se vou continuar no próximo ano nessas condições”.

Para o piloto, o maior equívoco da equipe é usar a temporada regular como forma de testar novas partes do carro. “Nos últimos meses, trouxemos muitas partes aerodinâmicas, mas não conseguimos testá-las bem e, honestamente, você não pode usar um GP como teste”, disse.

“Estamos confusos, o time está cheio de incertezas”, concluiu o brasileiro. Recentemente, o piloto de 39 anos já havia demonstrado insatisfação com a postura da Williams e deu declarações dizendo que “nunca quis ser um piloto de testes”.

A Williams não vive uma boa temporada. Em 11 provas até a agora, a equipe tem apenas quatro pontos, conquistados com dois nonos lugares de Barrichello . O estreante Pastor Maldonado, companheiro de Rubinho, ainda não pontuou.

Para 2012, a escuderia britânica já tem duas novidades. A entrada de Mike Coughlan no lugar de Sam Michael na chefia técnica e o motor Renault, que substituirá o Cosworth .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.