Tamanho do texto

Pilotos estavam juntos na noite em que o alemão agrediu Eric Lux

O britânico Lewis Hamilton terá que prestar depoimento no processo que Eric Lux, um dos donos da Lotus, move contra o alemão Adrian Sutil, por lesão corporal grave . Os dois pilotos estavam em uma boate em Xangai após o Grande Prêmio de Fórmula 1 local no ano passado e o germânico teria se desentendido com o empresário e o acertado com um copo.

Leia também:
Bruno Senna precisa de um 7º lugar para superar último ano de Rubinho

"Lewis Hamilton será chamado para depor como testemunha no primeiro dia do processo. A presença é obrigatória", afirmou a porta-voz do tribunal de Munique. O julgamento deve começar no fim de mês e também pode ter depoimentos do belga Jérôme D'Ambrosio. Lux sofreu um corte na região do pescoço e precisou levar 24 pontos em um hospital próximo à casa noturna. A defesa de Sutil, no entanto, afirma que o alemão não tinha a intenção de machucar o empresário e trata o ocorrido como um acidente, já que o alemão teria tentado acertá-lo apenas com o conteúdo do drink.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"Nós temos um vídeo que mostra claramente que Adrian não estava atacando ninguém de propósito. Esperamos uma absolvição, ou até mesmo uma condenação por negligência, mas isso não vai afetar sua carreira", disse o agente de Sutil, Manfred Zimmermann.

O alemão disputou o Mundial de Fórmula 1 pela Force India, mas acabou preterido na equipe e está sem vaga no grid para a temporada de 2012. O único cockpit livre na categoria é o da fraca Hispania, que já contratou o espanhol Pedro de la Rosa como um de seus pilotos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.