Tamanho do texto

Eric Boullier, chefe da escuderia, elogiou o piloto francês, que atualmente corre na GP2

Nesta sexta-feira (29), Bruno Senna vai guiar o carro de Nick Heidfeld no primeiro treino livre para o Grande Prêmio da Hungria. A iniciativa da Lotus Renault é um indício de que Eric Boullier, chefe da equipe, não está satisfeito com o desempenho do alemão, que pode deixar a escuderia em breve . Porém, Senna tem um rival na briga pela vaga de titular: o francês Romain Grosjean.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Sim, ele obviamente está no meu radar. Ele está indo muito bem na GP2 , está mostrando a todos agora que é maduro e forte o suficiente para estar na Fórmula 1 , e eu realmente acredito que ele tem potencial para ser um dos grandes aqui. Estando próximo a ele agora, eu posso confirmar que ele está diferente, e muito mais maduro que há dois anos”, disse Boullier, em entrevista à revista britânica Autosport .

O chefe da Lotus Renault, no entanto, reiterou que a prioridade da escuderia é esperar o retorno de Robert Kubica .

“Estamos esperando para ver o que está acontecendo com Robert: quando ele vai voltar e como ele vai voltar, obviamente. Estamos esperando que ele nos dê um entendimento claro”, completou o dirigente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.