Tamanho do texto

Diretor técnico da escuderia italiana acredita em acertos para os próximos meses

A Ferrari planeja uma melhora em seu túnel de vento para os próximos meses, na tentativa de resolver alguns problemas que atrapalham a equipe neste início da temporada. O modelo utilizado nas primeiras provas do ano, adaptado para o carro, não estava aumentando o downforce da forma como desejava a escuderia.

Siga o iG automobilismo no Twitter

Uma análise detalhada do problema, que incluiu o uso do túnel de vento da Toyota, mostrou que a falha era causada pelo próprio túnel de Maranello, que produzia dados errados. As modificações já foram feitas para ajudar na situação. O diretor técnico da escuderia, Aldo Costa, disse neste sábado (7) em entrevista ao site Autosport que um programa importante de atualizações será realizado ainda este ano.

"Não é incomum ter um problema no túnel de vento. Infelizmente, quando isso acontece conosco, há muita atenção em cima. Tivemos de rever algumas coisas em termos de arquitetura do túnel", explicou Costa.

O diretor confirmou que a utilização das instalações da Toyota ajudaram a destacar a causa dos problemas da Ferrari. “Nós investigamos o túnel de vento da Toyota, por isso temos a possibilidade de comparar os três ambientes diferentes (os dois túneis e a pista) e também um quarto, porque há o CFD (Dinâmica de Fluídos Computacional)”.

Costa também foi perguntado se sentia que era tarde demais para ajudar a equipe a recuperar o terreno perdido neste ano. "Nós já resolvemos e compreendemos uma série de problemas, por isso (o túnel) está funcionando no momento. Ainda estamos melhorando o túnel e há coisas para acontecer nos próximos meses. As últimas ações serão para acabar definitivamente com este problema, e elas acontecerão em setembro, outubro", concluiu o ferrarista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.