Tamanho do texto

Sobrinho de Ayrton correrá na mesma equipe em que o tricampeão sofreu acidente fatal

Após ser anunciado pela Williams como piloto titular da equipe para a temporada 2012 da Fórmula 1 , Bruno Senna afirmou que recebeu apoio total de sua família.

Leia também: Williams volta a ter um Senna em seu cockpit após 18 anos

O tio do piloto, Ayrton Senna, morreu em um carro da Williams, em 1994, ao sofrer um acidente durante o Grande Prêmio de San Marino. Bruno disse, entretanto, que a família não está preocupada por ele correr na mesma equipe.

"Todo mundo está muito feliz", disse em uma teleconferência na terça-feira (17). "Eu falei com meus avós antes mesmo de falar com a minha mãe ontem, quando eu recebi a notícia, e a minha avó estava muito feliz. Meu avô deu uma grande risada", contou.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"Todo mundo sabe que nós lutamos muito por uma chance real na Fórmula 1 e todos estão emocionados com o fato da Williams ter me dado esta oportunidade", complementou o piloto de 28 anos.

O brasileiro fará dupla na equipe com o venezuelano Pastor Maldonado, o que deixará a Williams com dois pilotos pouco experientes. A contratação de Bruno no lugar do veterano Rubens Barrichello levou a especulações de que ele  teria sido escolhido por conta de seus patrocinadores.

No entanto, Senna negou essa possibilidade: "Eles estão confiantes o suficiente de que posso lhes entregar resultados e esta é a única razão de estarem dando esta oportunidade para eu pilotar".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.