Tamanho do texto

Chefe da F1 esperava um retorno melhor do heptacampeão à Fórmula 1

O desempenho abaixo do esperado de Michael Schumacher desde que ele voltou para a Fórmula 1 , no início de 2010, entristece Bernie Ecclestone. Entusiasta do retorno do alemão, o chefão da F1 disse ao jornal italiano La Gazzeta dello Sport que tanto o heptacampeão quanto a Mercedes podem fazer um trabalho melhor.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Michael é um super-homem de verdade, então é triste vê-lo brigando por posições ruins”, disse Ecclestone. “Ele ainda é um cara competitivo e, como tem muita experiência, deveria levar a Mercedes para uma direção mais definida”.

Ecclestone também cutucou a escuderia alemã. “A Mercedes deveria construir um carro mais voltado para o estilo de pilotagem de Schumacher”. Com 32 pontos na temporada , Schumacher está atrás de seu companheiro de equipe, Nico Rosberg. A diferença é maior nos classificatórios, com 10 melhores resultados para Rosberg .

Na semana que vem, quando a Fórmula 1 retorna das férias com o Grande Prêmio da Bélgica , Schumacher completará 20 anos desde sua estreia na categoria . O alemão promete armar uma festa no paddock para comemorar o feito.