Tamanho do texto

Chefe da Fórmula 1 não está satisfeito com a postura das escuderias, que podem não renovar com a CVC

Depois que Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, cogitou uma revolução na gerência da Fórmula 1 , foi a vez de Bernie Ecclestone, chefe da categoria, ameaçar as equipes. De acordo com o dirigente, as escuderias terão de pagar uma taxa para participar do campeonato se não renovarem o vínculo com a CVC, atual dona dos direitos da F1.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Eu não me importo se eles não renovarem o contrato. O que podemos fazer é gerenciar o campeonato e pedir às equipes dinheiro para participar dele”, disse Ecclestone, em entrevista ao jornal britânico Daily Express .

Para explicar como funcionaria a Fórmula 1 sem o contrato com CVC, Ecclestone comparou a categoria às corridas de cavalo.

“Se você quiser participar de um páreo, tem de pegar uma enorme taxa de inscrição. Se você decide tardiamente pela participação em uma corrida, tem de pagar mais uma quantia para inscrever seu cavalo. Se as equipes não quiserem renovar, vamos ter mais dinheiro no banco”, completou o dirigente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.