Tamanho do texto

José Ramón Carabante espera que novo pacote aerodinâmico melhore o desempenho dos carros de Liuzzi e Karthikeyan

Divulgação
José Ramón Carabante (à esquerda), dono da Hispania, observa o carro da sua equipe, que nem chegou a largar no Grande Prêmio da Austrália
O dono da Hispania, José Ramón Carabante, acredita que sua equipe tem muito a melhorar no decorrer da temporada. De acordo com o dirigente, a escuderia ainda tem novidades para estrear – um novo pacote aerodinâmico deve ser usado a partir do Grande Prêmio da Espanha, no dia 22 de maio.

“Será suficiente para ficarmos à frente da Team Lotus e da Virgin. No ano passado, nós estávamos em uma condição pior do que a de agora, e terminamos à frente da Virgin, que tem o dobro do nosso orçamento, e atrás da Team Lotus apenas por conta de um acidente”, lembrou Carabante, em entrevista à radio espanhola “Cadena Ser”.

O dono da equipe admitiu que o desempenho do time no Grande Prêmio da Austrália – seus dois pilotos, Vitantonio Liuzzi e Narain Karthikeyan, falharam em se classificar para a corrida – foi atrapalhado pela falta de orçamento da escuderia.

“Como no ano passado, começamos o desenvolvimento do carro tarde demais por conta do nosso orçamento. Estávamos perto de acertos com patrocinadores que, no final das contas, não aconteceram”, contou Carabante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.