Tamanho do texto

Mateschitz acredita que alemão usará experiência para entrar ainda mais forte nesta temporada

O domínio das duas últimas temporadas da Fórmula 1 ainda não é o máximo que o alemão Sebastian Vettel pode demonstrar na categoria. É o que pensa o dono da equipe Red Bull, Dietrich Mateschitz. Ele aposta em uma evolução ainda maior do jovem piloto nos próximos anos de disputa do Mundial.

Leia também: Entrada de ar do RB8 provoca desconfiança dos adversários

"Vettel ainda tem muito potencial para evoluir, por conta de sua experiência, sua consistência e seu domínio em diferentes situações", disse Mateschitz à revista alemã Speedweek . "Seu foco na classificação era parte de sua força, mas ele está ainda mais forte na competição porque entende a complexidade do esporte ainda melhor agora", completou.

Entre os fatores que fazem o austríaco acreditar na evolução de Vettel está a disputa com o australiano Mark Webber. O dono da Red Bull aposta em uma concorrência mais forte entre os pilotos de sua equipe e não descartou a permanência do australiano no time em 2013.

Webber tem contrato até o fim do Mundial de 2012, se ele não permanecer na Red Bull, a equipe deve promover um dos novatos da Toro Rosso, o australiano Daniel Ricciardo ou o francês Jean-Éric Vergne. "É importante para o time que a dupla seja forte e lute em condições iguais", afirmou Mateschitz.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Ricciardo e Vergne farão sua estreia em uma temporada completa da F1 em 2012. Eles ganharam os lugares na Toro Rosso que eram ocupados por Jaime Alguersuari e Sébastien Buemi no ano passado .

"Nossa meta é colocar nossos pilotos jovens no carro, é uma das razões para mudarmos os pilotos da Toro Rosso. Os dois são muito talentosos e têm muito potencial, mas essa questão surge só se, por exemplo, Webber parar no fim do ano", concluiu o austríaco.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.