Tamanho do texto

Organizadores do evento confirmam à FIA que farão as mudanças exigidas antes da corrida, em novembro

Getty Images
O alemão Nico Rosberg dirige sua Mercedes em Abu Dhabi no ano passado
O chefe executivo do circuito de Yas Marina, Richard Cregan, confirmou nesta segunda-feira que a pista, sede do GP de Abu Dhabi, passará por mudanças. As alterações serão inspiradas nas críticas que surgiram após a corrida de 2010, quando foi dito que a pista não oferecia chances de ultrapassagem.

Siga o iG automobilsmo no Twitter

O presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), Jean Todt, disse que “corridas como Abu Dhabi, em que você não pode ultrapassar, são inaceitáveis”.

As potenciais mudanças foram discutidas em Sepang em encontros entre Cregan e os organizadores da categoria. Ele confirmou que as reformas nas curvas 6 e 9 serão feitas antes da etapa do país, que acontece em novembro e é a penúltima da temporada.

O dirigente ainda insistiu que as alterações não foram requisitadas devido às falhas do projeto original. “Nós falamos com Charlie Whiting e ele conversou com os pilotos, e eles de fato tinham poucas reclamações do circuito”, falou Cregan.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.