Tamanho do texto

Piloto espera melhorar seu desempenho com a adoção do sistema pela Caterham

Para o finlandês Heikki Kovalainen, a decisão da Caterham de usar o Kers em 2012 lhe permitirá realizar mais ultrapassagens nesta temporada. Para ele, a falta do sistema de reaproveitamento de energia cinética minou as possibilidades do time no ano passado.

Leia também: Com Mercedes de 2011, Rosberg lidera terceiro dia de testes

"Em 2011, não tínhamos condição de lutar por pontos, mas sempre que estávamos perto de disputar posição com as Renaults e Williams, não conseguia atacá-los. O Kers definitivamente vai fazer a diferença. Se estivermos na mesma situação, eu serei capaz de ultrapassar", afirmou o piloto.

Kovalainen testou o novo modelo da Caterham por dois dias em Jerez de la Frontera antes de ceder o carro nesta quinta-feira (9) para o holandês Giedo van der Garde, piloto reserva. Com o Kers, o finlandês espera ver a antiga Lotus mudar de patamar ao longo desta temporada.

"Se vamos marcar pontos ou não, não posso dizer. Essa deve ser a meta, mas o mais importante é entrar no grupo para lutar com as outras equipes medianas, e não ficar um passo atrás", explicou o ex-piloto da McLaren, que disse não ter tido problemas para se readaptar ao Kers.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"Esperava sofrer alguns problemas no começo. Tive alguma experiência no passado com a McLaren e lembro que não foi fácil nos primeiros dias, mas a Red Bull forneceu um sistema realmente bom e funcionou de maneira perfeita durante todo o dia", disse Kovalainen.

Ele estima que o Kers garanta um ganho de aproximadamente 0s4 em todos os circuitos. "Será muito valioso e crucial nas situações de corrida: nas largadas, ultrapassagens e defesas de posição. É uma boa ferramenta e está funcionando muito bem no carro", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.