Tamanho do texto

Igor Rossello revelou que o polonês já guiou um carro de rua e que o piloto passará por nova operação

Igor Rossello, cirurgião responsável por operar Robert Kubica depois que o piloto sofreu acidente em fevereiro, acredita que seu paciente será capaz de voltar à Fórmula 1 . Na semana passada, Riccardo Ceccarelli, médico que cuida da recuperação da polonês, disse que ele ainda pode demorar meses para voltar a um carro da categoria .

Veja também: Após morte de Simoncelli, Ecclestone diz que F1 é segura

“Ele está recuperado, ele pode mover todos os dedos. Já podemos pensar em colocá-lo de volta em um carro o mais cedo possível. Em um carro de corrida, porque ele já dirigiu um carro de passeio. Sua recuperação é milagrosa, mas ainda não sabemos se ele poderá ser rápido”, disse Rossello, em entrevista à rádio polonesa Trójka .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Eu olho para ele e não consigo parar de pensar em como tudo correu bem. Todas as feridas foram curadas, a única questão é se ele será capaz de dirigir como antes. Ele terá algumas limitações, mas lembre que nós consideramos a possibilidade de amputá-lo. Se ele será rápido o bastante ou não, será avaliado por especialistas em Fórmula 1. Nós fizemos nosso trabalho perfeitamente”, completou.

Apesar do otimismo, o cirurgião revelou que Kubica ainda deverá passar por uma pequena cirurgia antes de poder voltar às pistas.

“Ainda temos de fazer uma pequena intervenção para melhorar a mobilidade de seu pulso, já que, com esse tipo de acidente, a mão nunca fica tão flexível quanto antes. Então, ele precisará de muito exercício. Mas ele será capaz de dirigir seu carro de Fórmula 1 novamente e apertar todos os botões”, declarou Rossello.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.