Tamanho do texto

Segundo Eric Boullier, seria precipitado tirar conclusões apenas pelo desempenho do brasileiro na Bélgica

Na última semana, a Lotus Renault confirmou que Bruno Senna será titular da escuderia até o fim deste ano . O brasileiro vai assumir o lugar de Nick Heidfeld. De acordo com Eric Boullier, chefe de equipe, a troca de pilotos vai mudar também a maneira com que o time trabalha.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Existem diferentes características e diferentes maneiras de lidar com elas, então você tem de se adaptar dependendo de quem está no assento. Mesmo com Bruno sendo parte da família Lotus Renault por meses, é uma diferente proposta que ele encara como piloto de corrida”, disse Boullier.

O dirigente acredita que o Grande Prêmio da Itália, que será disputado neste domingo (11), será um bom teste para o potencial de Senna, já que Boullier acha precipitado tomar decisões baseando-se apenas no Grande Prêmio da Bélgica , estreia do piloto pela escuderia.

“É difícil extrair muito de uma só corrida, tanto em termos do piloto quanto em termos do novo pacote aerodinâmico, mas Monza deve nos dar uma indicação mais clara de como as coisas estão indo. Monza sempre é uma pista difícil porque exige um acerto de baixa pressão aerodinâmica, tem curvas e retas de alta velocidade. Depois do que fizemos em Spa-Francorchamps , estou confiante de que teremos progresso no fim de semana na Itália também”, declarou o chefe de equipe.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.