Tamanho do texto

Após muitas especulações, equipe anunciou oficialmente a contratação nesta terça-feira

Nesta terça-feira (17), a Williams confirmou a contratação de Bruno Senna como titular para a temporada 2012 da Fórmula 1 . O piloto desbancou o veterano Rubens Barrichello, que correu nas últimas duas temporadas na escuderia. O alemão Adrian Sutil também ficou para trás na disputa por uma das últimas vagas que restavam no grid – agora resta apenas um posto disponível na Hispania .

Leia também: Pelo Twitter, Rubinho parabeniza Senna e não descarta ficar na F1

As negociações entre Bruno e a Williams já haviam sido confirmadas pelo brasileiro em dezembro , mas, apesar de muitas especulações , apenas hoje ele foi anunciado oficialmente como novo piloto da equipe. O brasileiro correrá na próxima temporada ao lado do venezuelano Pastor Maldonado.

Este será o terceiro ano de Senna na Fórmula 1. Ele estreou na categoria em 2010, quando disputou toda a temporada pela Hispania. Em 2011, começou o ano como piloto reserva da Lotus Renault, mas foi promovido a titular a partir do GP da Bélgica , em substituição ao alemão Nick Heidfeld. Em oito corridas pela equipe, teve como melhores resultados um sétimo lugar no grid de largada logo em sua primeira prova, em Spa-Francorchamps, e a nona colocação no GP da Itália .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Porém, o brasileiro não conseguiu renovar seu contrato com a Lotus, que anunciou no final do ano passado a entrada de dois novos pilotos, Kimi Raikkonen e Romain Grosjean . Com poucas vagas restantes para 2012 e muitos concorrentes, Senna teve que correr atrás de outras equipes e passou a negociar com a Williams. Ele contou com a ajuda de seus patrocinadores, principalmente a OGX, do empresário Eike Batista, para assegurar o posto de titular no time em que seu tio, Ayrton, correu suas últimas provas na F1, em 1994.

Com a confirmação de Senna na Williams, as chances de Rubens Barrichello permanecer na F1 diminuem muito. A única equipe que ainda tem uma vaga aberta é a Hispania. De qualquer maneira, o piloto já disse que não disputaria sua 20ª temporada na categoria por uma das equipes nanicas. A escuderia espanhola, por sua vez, também já deixou claro que busca um piloto jovem para fazer dupla com o experiente Pedro de la Rosa .


Confira a primeira entrevista de Bruno Senna como piloto da Williams:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.