Tamanho do texto

Brasileiro acredita que deveria ter trocado os pneus enquanto o Safety Car estava na pista

Rubens Barrichello, 13º colocado no Grande Prêmio de Cingapura deste domingo (25), admitiu após a corrida que a decisão de não ter trocado os pneus enquanto o Safety Car esteve na pista prejudicou sua chance de pontuar. Para o brasileiro, rodar tanto tempo com os mesmos compostos comprometeu o desempenho de seu carro no fim da prova, permitindo que outros pilotos o ultrapassassem.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Já tínhamos dito que os pneus seriam decisivos. Com a entrada do Safety Car, a única opção para marcarmos pontos seria fazer a parada”, declarou Rubinho, que ficou na pista enquanto o carro de segurança esteve presente. “Foi uma decisão errada fazer muitas voltas com os mesmos pneus e quando Massa começou a me atacar, não pude segurar a pressão”, completou.

O Safety Car foi acionado pelo acidente entre Michael Schumacher e Sergio Pérez. Além dessa batida, a prova teve também o choque entre Lewis Hamilton e Felipe Massa. Após o GP, o brasileiro da Ferrari atacou o britânico, dizendo que ele não sabe usar a cabeça .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.