Tamanho do texto

Piloto espanhol relembra as temporadas de 2006 e 2010, quando presenciou arrancadas da equipe

Fernando Alonso é o quinto colocado no Mundial de Pilotos, com 42 pontos de desvantagem em relação ao líder Sebastian Vettel. Para melhorar na temporada, o espanhol conta com o poder de reação da Ferrari, força que ele já presenciou como adversário e como parte da equipe italiana.

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

“Eu me lembro bem de quando estava na Renault, em 2006, quando na primeira parte da temporada eu construí uma grande vantagem na liderança. Porém, a Ferrari fez um trabalho tão bom no desenvolvimento de seus carros que (Michael) Schumacher protagonizou uma grande reação, me ultrapassando faltando duas corridas para o fim”, contou Alonso, em seu diário no site oficial da Ferrari, lembrando também de 2010, quando a equipe italiana o ajudou a reagir.

“Você apenas tem de olhar para o ano passado: primeiro na Turquia, depois na Inglaterra, foi sugerido que já deveríamos pensar no próximo ano, mas não desistimos e conseguimos lutar pelo título até a última corrida”, completou.

O ferrarista também citou exemplos das equipes rivais para mostrar que ainda é possível uma reação da escuderia italiana neste ano.

“Depois do teste final em Barcelona, todos disseram que as McLarens não iam a lugar algum, mas eles sempre foram ao pódio e venceram na China. Ao mesmo tempo, outros diziam que (Sebastian) Vettel era imbatível, mas vimos como as coisas terminaram em Xangai”, lembrou Alonso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.