Tamanho do texto

Ex-piloto de Fórmula 1 estava preso por ser apontado como autor de lesões corporais graves em sua ex-namorada

O ex-piloto Jos Verstappen ganhará a liberdade nesta sexta-feira (20). O holandês foi acusado de agredir a ex-namorada e preso no início do ano, mas não houve provas suficientes e contundentes para mantê-lo em reclusão.

Leia também: Hamilton será chamado para depor em processo contra Sutil

O ex-automobilista da Fórmula 1 era apontado como autor de lesões corporais graves em sua ex-namorada, mas as investigações da polícia local não confirmaram as suspeitas que recaiam sobre Verstappen. Nessa quinta-feira, os advogados do holandês conseguiram a liberdade do piloto junto à justiça e ele será solto na sexta. Apesar da liberdade concedida, as investigações continuam.

O histórico de Jos Verstappen não é favorável. Em 2008, o ex-piloto foi condenado a três meses de reclusão em virtude de uma agressão a sua ex-mulher. Há dez anos, o holandês também ocupou as páginas policiais depois de brigar em uma pista de kart e causar traumatismo craniano na vítima.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Jos Verstappen correu na Fórmula 1 entre os anos de 1994 e 2003. Nesse período, o holandês defendeu as escuderias Benetton, Stewart, Minardi e Arrows.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.