Tamanho do texto

Após ser pole position, piloto da Red Bull conquistou a vitória no GP do Brasil

Lance

verstappen arrow-options
reprodução/ twitter f1
Verstappen fez a volta mais rápida do dia em Interlagos

Max Verstappen venceu o Grande Prêmio do Brasil deste domingo, realizado no circuito de Interlagos, conquistando sua terceira vitória da temporada.

Leia também: Morre aos 36 anos, ex-piloto da Stock Car Tuka Rocha após acidente aéreo

A emocionante corrida teve a dupla da Ferrari abandonando depois que Sebastian Vettel bateu em Charles Leclerc causando um furo no pneu nas duas SF90.

ferrari arrow-options
Reprodução/ Twitter
Vettel e Leclerc se tocaram faltando quatro voltas e tiraram a Ferrari da corrida

Lewis Hamilton também se envolveu em um acidente nos estágios finais com Alexander Albon e teve sua asa dianteira danificada, sendo ultrapassado por Pierre Gasly. Tentando retomar a posição na última volta, Hamilton e Gasly receberam a bandeira quadriculada praticamente juntos, com o piloto da Toro Rosso vencendo a disputa por um bico e subindo no pódio na segunda posição. Hamilton cruzou a linha de chegada em terceiro, mas foi penalizado por um incidente com Alexander Albon nos estágios finais da corrida caindo para a P7. Carlos Sainz foi promovido para a terceira posição, mas a penalidade não saiu em tempo do espanhol subir ao pódio.

Leia também: "Corrida vai servir de treino para 2020", disse Hamilton antes de corrida

Valtteri Bottas foi o primeiro dos pilotos que brigavam na frente do pelotão a abandonar a corrida, depois que sua W10 apresentou problemas no motor Mercedes.

O abandono do finlandês trouxe o primeiro carro de segurança da corrida na volta 54, enquanto Verstappen e Charles Leclerc colocando pneus novos.

Verstappen perdeu a liderança da corrida para Hamilton, no entanto, na relargada do Safety Car, o holandês colocou por fora e ultrapassou o piloto da Mercedes na entrada do ‘Esse do Senna”.

Foi a segunda vez na corrida que Hamilton perdeu a liderança para Verstappen na mesma curva, já que o piloto da Red Bull havia perdido a liderança depois de ter sido superado por Hamilton na primeira rodada de pit stops.

A parada nos boxes de Verstappen foi prejudicada pelo retorno de Robert Kubica à pista, quando o piloto da Williams foi liberado dos boxes à frente de Verstappen, que teve que frear bruscamente para evitar uma colisão.

Quando o Safety Car entrou nos boxes, Verstappen recuperou a liderança enquanto Albon segurava a Ferrari de Vettel e nesse ponto brigava por um lugar no pódio.

Leclerc colocou pneus macios novos quando o Safety Car foi acionando e atacou seu companheiro de equipe Vettel – no entanto, antes da Curva do Lago, a dupla fez contato e os dois tiveram um furo no pneu, abandonando a corrida.

O acidente trouxe um nono carro de segurança, que deixou a Red Bull na P1 e P2, com Gasly logo atrás em terceiro.

A Mercedes optou por trazer Hamilton aos boxes durante o segundo carro de segurança e o britânico rapidamente ultrapassou Gasly antes de perseguir Albon.

No entanto, ao chegarem no Bico de Pato, os dois colidiram, rebaixando Albon para o fim do grid, negando ao piloto tailandês seu primeiro pódio na F1 . O incidente ficou sob investigação após a corrida e Hamilton foi punido com 5 segundos adicionados em seu tempo final, caindo para a sétima posição.

Gasly ultrapassou Hamilton depois do acidente, mas o piloto da Mercedes tentou a ultrapassagem na volta final. A dupla correu lado a lado pela Subida do Café, com o francês terminando à frente do hexacampeão mundial.

Carlos Sainz fez uma corrida de recuperação impecável e recebeu a bandeira quadriculada na quarta posição, sendo promovido para a P3 depois da penalidade de Hamilton.

A Fórmula 1 retorna daqui duas semanas com a última etapa da temporada, o Grande Prêmio de Abu Dhabi de F1. A F1Mania estará AO VIVO e em TEMPO REAL com todas as informações da F1 nos Emirados Árabes.

Confira o resultado final do GP do Brasil 2019 de F1:

1) Max Verstappen (Red Bull/Honda)
2) Pierre Gasly (Toro Rosso/Honda)
3) Carlos Sainz Jr. (McLaren/Renault)
4) Kimi Räikkönen (Alfa Romeo/Ferrari)
5) Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari)
6) Daniel Ricciardo (Renault)
7) Lewis Hamilton (Mercedes)
8) Lando Norris (McLaren/Renault)
9) Sergio Pérez (Racing Point/Mercedes)
10) Daniil Kvyat (Toro Rosso/Honda)
11) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari)
12) George Russell (Williams/Mercedes)
13) Romain Grosjean (Haas/Ferrari)
14) Alexander Albon (Red Bull/Honda)
15) Nico Hülkenberg (Renault)
16) Robert Kubica (Williams/Mercedes)
OUT) Sebastian Vettel (Ferrari)
OUT) Charles Leclerc (Ferrari)
OUT) Lance Stroll (Racing Point/Mercedes)
OUT) Valtteri Bottas (Mercedes)