Tamanho do texto

Americano chegou como mecânico e ajudou Bruce McLaren a fundar a escuderia em 1963; causa da morte não foi divulgada

EFE

Tyler Alexander
Reprodução
Tyler Alexander

O americano Tyle Alexander, um dos fundadores da McLaren, morreu aos 75 anos, informou a escuderia de Woking (sul da Inglaterra) mediante um comunicado nesta sexta-feira.

O chefe da equipe britânica, Ron Dennis, lembrou que Alexander, que faleceu ontem, fundou a companhia junto com Bruce McLaren em 1963: "Tyler foi um dos primeiros pilares de nossa equipe, trabalhando muito duro junto a Bruce desde os primeiros dias", afirmou Dennis.

O americano chegou à escuderia como mecânico, mas foi rapidamente ganhando uma reputação no seio da equipe. Começou nos programas CanAm e USAC Racing da McLaren antes de retornar à Europa para colaborar no projeto da Fórmula 1.

"Tyler viveu e respirou McLaren. Inclusive após sua aposentadoria, no final de 2008, em uma temporada na qual assistiu todos os Grandes Prêmios e desempenhou um papel importante na consecução dos títulos mundiais da escuderia e de Lewis Hamilton, sempre foi uma pessoa muito querida e valorizada para muitos de nós", declarou Ron Dennis.

Leia também:  Rafael dos Anjos vai defender cinturão do UFC com McGregor

"Visitou com regularidade a sede de Woking para rever seus amigos de sempre. Tyler foi um homem que não te decepcionava nunca. Deixa um legado que permanecerá indelével na história internacional do automobilismo", continuou o presidente da escuderia.

"Assim, em nome de todos da McLaren, eu gostaria render uma sincero homenagem a um dos pais fundadores de nossa equipe e oferecer nosso mais sentido pêsame a seus amigos e a sua esposa, Jane Nottage, que sempre esteve com ele, valente até o final", concluiu Dennis.

A escuderia homenageou Tyler em sua conta do twitter: